Diablo Immortal é inundado por reviews bomba pelas suas microtransações

1 min de leitura
Imagem de: Diablo Immortal é inundado por reviews bomba pelas suas microtransações
Imagem: Stephen Totilo

Agora que os jogadores tiveram a oportunidade de passar alguns dias com Diablo Immortal, lançado em 2 de junho, o game está sendo inundado por "reviews bomba" no Metacritic. A principal reclamação é como as microtransações se tornam agressivas e o jogo vira um "pay to win" após você passar um determinado número de horas jogando.

O processo de "reviews bomba" é conhecido pela prática de jogadores usarem sistemas de notas para dar nota zero a um jogo a fim de protestar um problema específico. No caso de Diablo Immortal, são as exigências para conseguir bons itens no "endgame", ou seja, a extensão do jogo após ser completa a campanha principal. Atualmente, o game se encontra com média de 0,8 nas notas de usuários no site.

Em muitos jogos como Diablo, o "endgame" é quando a diversão começa de verdade, e onde jogadores gastam centenas de horas com o jogo. Mas no caso de Immortal, a reclamação é que o jogo começa bem, mas depois de algumas horas os sistemas de monetização vão se tornando muito abusivos.

Além do Twitter, as reclamações aparecem também no Reddit. Os comentários reclamam de como às vezes você tem que completar uma dungeon para ter a oportunidade de gastar ou de abrir um loot box que você já comprou. Além disso, as Legendary Gems só podem ser compradas com dinheiro verdadeiro, não podem ser conseguidas jogando, e melhorar completamente um personagem usando esses itens custaria um total de US$ 110.000, segundo as contas de um jogador.

Todos esses problemas resultam no infame "pay to win", situação em que jogadores que gastam mais com o game têm mais vantagem no PvP. O vídeo abaixo mostra como um jogador que teria gastado bastante com o game destrói todo um time.

A Activision Blizzard ainda não se pronunciou sobre as reclamações contra Diablo Immortal.

Fontes