Nintendo ataca novamente: YouTuber retira músicas do canal após strikes

1 min de leitura
Imagem de: Nintendo ataca novamente: YouTuber retira músicas do canal após strikes
Imagem: Nintendo

Mais um canal anunciou recentemente estar desistindo de disponibilizar músicas de jogos da Nintendo no YouTube. Ontem (30), a conta canadense DeoxysPrime publicou uma mensagem no Twitter e no espaço de comunidade do canal explicando o ocorrido para seus seguidores e assinantes.

De acordo com o YouTuber, a Big N teria enviado mais de 500 notificações de violação de direitos autorais referentes a trilhas sonoras de diversos jogos, principal atrativo do canal na plataforma de vídeos do Google.

DeoxysPrime informou aos seus mais de 165 mil inscritos no YouTube que estava imediatamente excluindo os vídeos de músicas da Nintendo como resultado do recebimento de centenas de strikes e ter dezenas de trilhas sonoras bloqueadas no canal. Segundo o canadense, "está claro que [a Nintendo] não quer suas músicas no YouTube".



"Alguns de vocês devem ter percebido que as trilhas sonoras começaram a desaparecer mas escolhi avisá-los sobre o que está acontecendo", começou a explicar o YouTuber. "Não é a primeira vez que tenho de lidar com esse problema em meu canal mas agora é a última vez", continuou, pedindo ainda desculpas a todos que gostavam de ouvir as canções removidas.

O canadense, porém, deixou claro que não pretende abrir mão da presença no YouTube. "Não tenho intenção de deletar meu canal e o as demais trilhas sonoras não relacionadas à Nintendo vão continuar disponíveis no futuro próximo", afirmou DeoxysPrime.

Este não é o primeiro (e provavelmente também não será o último) caso envolvendo a Big N e as trilhas sonoras de seus jogos. Em fevereiro deste ano, o YouTuber GilvaSunner encerrou as atividades de seu canal após receber mais 3500 strikes da Nintendo referentes a violação de direitos autorais.