Senador norte-americano culpa videogames por massacre em escola

1 min de leitura
Imagem de: Senador norte-americano culpa videogames por massacre em escola
Imagem: Shutterstock

Nesta última sexta-feira (27), o senador norte-americano Ted Cruz realizou um discurso durante o evento anual da Associação Nacional de Armas (NRA) e afirmou que a culpa do massacre na escola de Uvalde (Texas) é dos videogames violentos que estão disponíveis para juventude.

O argumento de Cruz é que, ao jogar videogames por muito tempo, os adolescentes podem criar hábitos violentos por perderem sua sensibilidade. Inclusive, o senador acusou os pais e as autoridades de continuarem incentivando os jovens.

No dia 24 de maio, o crime terrível aconteceu nos Estados Unidos e vitimou 19 crianças e 2 professores, além dos jovens que ficaram feridos. Um adolescente levou um fuzil de assalto semiautomático para uma escola em Uvalde e realizou o tiroteio — no dia 14 do mesmo mês, outro massacre aconteceu em Buffalo (Nova York).

A culpa é de quem?

“Tragédias como os eventos desta semana são um espelho que nos força a fazer perguntas difíceis, exigindo que vejamos onde nossa cultura está falhando. Ato de assassinato em videogames, isolamento crônico, abuso de drogas prescritas e opioides e seus efeitos coletivos na psique de jovens americanos", disse Ted Cruz.

Não é a primeira vez que culpam os videogames por violências causadas por pessoas instáveis, como aconteceu com um apresentador da Fox News ao afirmar que os jogos são os culpados por esses tipos de massacre que acontecem constantemente nos Estados Unidos.