Afinal, qual é o melhor jogo do mundo?

3 min de leitura
Imagem de: Afinal, qual é o melhor jogo do mundo?
Imagem:

A indústria dos videogames existe a mais de 50 anos. Nesse tempo, milhares de jogos foram lançados, cada um mexendo com o público da sua própria forma, seja emocionando, aterrorizando ou animando quem desse o play. As máquinas, gêneros e mecânicas evoluíram tanto que hoje fica difícil distinguir o real do digital.

Ainda assim, uma coisa não mudou: a sede de descobrir qual o melhor jogo do mundo. É discussão pra cá, textão nas redes sociais para lá e nada de uma resposta em comum, um consenso. O motivo para isso é a pluralidade dos jogadores, não só com o passar do tempo mas também contemporâneos. Cada um aprecia um tipo de experiência, prefere um tipo de história, gosta de certos tipos de mecânicas e estilos específicos de gráficos. Como bilhões de pessoas, tão diferentes umas das outras, podem chegar a conclusão de um questionamento tão pessoal?

Isso nos leva ao Metacritic. Ele é um site americano que reúne críticas de diversos tipos de produtos do meio do entretenimento, como música, cinema e, claro, videogames. Muitas pessoas se perdem no conceito do site, já que ele em si não dá as notas, mas sim faz a média das críticas recebidas por aquele produto específico.

Ao olharmos para o site em questão, vemos que The Legend of Zelda: Ocarina of Time é o mais bem avaliado da história, com 99 de nota. Isso, em termos objetivos, classifica ele como o melhor jogo do mundo e o motivo você vai descobrir agora.

Uma história marcante

The Legend of Zelda: Ocarina of Time apresentou uma das melhores histórias da franquia, com o herói Link tendo que evitar que Ganondorf obtenha a Triforce. Isso não é exatamente original, mas por conta do pequeno instrumento que o protagonista possui, ele poderá voltar no tempo para mudar alguns acontecimentos, o que permitirá que ele continue em sua jornada.

Mesmo que sua principal companheira, a fada Navi, seja um tiquinho chata por conta de seus gritos como "hey listen", há dezenas de personagens interessantes em toda Hyrule com os quais o jogador poderá interagir, se informando mais sobre o mundo e sobre suas missões.

Revoluções por Minuto

Além da história marcante, Ocarina of Time foi extremamente revolucionário em diversos aspectos técnicos. Dentro da própria franquia, ele foi o primeiro a usar gráficos 3D, que estavam em alta por conta do foco em três dimensões do Nintendo 64. O resultado foi absolutamente lindo para a época, sendo considerado um dos mais bonitos de sua geração.

De um ponto de vista geral, ele mudou os jogos em terceira pessoa e suas criações são usadas até hoje dentro do gênero. Os dois principais foram o sistema de trava de mira, com a câmera travando em algum adversário ou inimigo específico, facilitando na hora do ataque, e o os botões sensíveis a contexto, que expandiram as possibilidades com a quantidade limitada de botões dos controles.

A César o que é de César

O impacto de The Legend of Zelda: Ocarina of Time para a indústria foi reconhecido já na época que ele foi lançado. A nota 99 do Metacritic é uma média de 22 análises, sendo que só 4 delas não foram 100. Inclusive, ele foi o primeiro game da história a receber 40 de 40 pela revista japonesa Famitsu.

Em relação a premiação, foram 9 de Game of the Year e mais de 17 de Melhor Jogo da História, um número surpreendente principalmente considerando que veículos de mídia gamers na época eram extremamente escassos.

Simplesmente um jogo que revolucionou o mundo dos videogames como poucos outros e, ao mesmo tempo, apresentou um esplendor técnico quase incomparável em sua época.


Você concorda com isso? Qual o melhor jogo do mundo para você?