Youtubers de jogos têm suas imagens roubadas e vendidas como NFT

2 min de leitura
Imagem de: Youtubers de jogos têm suas imagens roubadas e vendidas como NFT
Imagem: Twitter Sr. Wilson

As controversas NFT continuam gerando polêmica, e dessa vez a novela envolve diversos youtubers de todo o mundo, inclusive do Brasil. Tudo porque o site de leilões OpenSea está vendendo artes e URLs únicas que giram ao redor da imagem e links de canais reais do YouTube!

Ao que tudo indica, uma pessoa com o nick StakeTheWeb pegou as imagens de criadores como Caddicarus, Projared, Sr. Wilson, Alanah Pearce e James Stepahnie Sterling e as transformou em NFTs sem consentimento para o uso de imagem. Caddicarus brincou que, uma vez roubado, preferia "ser transformado em camiseta ou caneca, algo que seja de verdade e possa ser usado para se divertir":



Um porta-voz da OpenSea alegou que a plataforma "apoia um ecossistema livre e criativo no qual as pessoas têm mais liberdade para possuir itens digitais de todos os tipos. Um dos nossos princípios operacionais é apoiar os criadores e seu público coibindo o plágio e roubo em nossa plataforma. Baseado nisso, vai contra nossas normas vender NFTs com conteúdo plagiado, o que nos leva a banir contas, como fizemos neste caso."



Nos tweets acima e abaixo vemos o Sr. Wilson, do canal Colônia contra Ataca, denunciar a plataforma, assim como Alanah Pearce, cujo roubo de imagem foi ainda mais nocivo ao ser associado com pornografia:



Mesmo sem esses plágios, as NFT já são um assunto polêmico por si só, já que, como os seus detratores bem apontam, o mercado especulativo foi estruturado como um grande esquema de pirâmida, e a tecnologia blockchain consome tanta energia elétrica que causa sérios danos ambientais.



E você, o que acha dessa polêmica? Comente a seguir!