Nintendo Wii: do pior ao melhor jogo, segundo a crítica

7 min de leitura
Imagem de: Nintendo Wii: do pior ao melhor jogo, segundo a crítica
Imagem: Nintendo

O Nintendo Wii é símbolo de uma das maiores viradas da história da Big N! Outrora soberana no mercado de consoles ao ponto da palavra "Nintendo" ser praticamente sinônimo de videogames nos principais mercados nos anos 80 e 90, a gigante japonesa acabou vendo o seu reinado ameaçado com o advento do PlayStation e do Xbox.

As vendas do Nintendo 64 e do GameCube, dois consoles de ponta no que diz respeito a poder de hardware, ficaram aquém do que poderiam, e era preciso pensar em uma nova tática para voltar ao topo. Já sob o comando do saudoso Satoru Iwata, a empresa apostou na estratégia do “oceano azul”, ou seja, ela mirou em novos consumidores para conquistar uma fatia do mercado não contemplada pelos rivais, surfando em águas tranquilas e incontestes.

Deu muito certo e o Nintendo Wii rapidamente se tornou uma das maiores febres da história dos videogames, sendo um dos maiores responsáveis por trazer para os games demografias até então ignoradas pelo mercado. Com tanto sucesso, quase 1.600 jogos foram lançados para a plataforma, o que inclui desde clássicos maravilhosos até bombas intragáveis.

Como sempre, aqui na série do Pior ao Melhor nós fizemos um levantamento com os pontos mais altos e mais baixos do sistema, então preste atenção nos critérios dessa lista: todas as notas apresentadas são baseadas no agregador de reviews Metacritic. Separamos os sete melhores e os sete piores jogos do console, e em caso de empate, usamos as notas dos usuários como critério de desempate. Vamos lá!

Os piores jogos do Wii

7. Game Party 2 (Nota 29)

Vamos abrir as nossas festividades com uma entre as toneladas de coletâneas de minigames lançadas no sistema. O termo "shovelware" descreve boa parte da biblioteca do console, já que as suas grandes vendas fizeram muitas produtoras lançarem jogos toscos e sem esforço em busca de uma grana fácil dos casuais desavisados. Aqui temos 11 minigames, mas a crítica considerou que todos eles são tediosos e sem graça, pegando apenas 29 de nota.

6. Chicken Shoot (Nota 27)

Em algum momento você já deve ter aberto algum joguinho em flash no seu computador, ou pelo menos saber do que se trata. Se sim, são grandes as chances de você ter esbarrado com versões bem melhoradas do infame Chicken Shoot, um jogo sobre atirar em galinhas e absolutamente nada mais que isso. É impossível justificar o seu preço, e a crítica apontou que isso mais parece uma versão de Duck Hunt feita para idiotas, somando só 27 pontos.

5. Looney Tunes: Acme Arsenal (Nota 27)

Exige esforço estragar personagens tão legais quanto Pernalonga e sua turma, ainda mais quando você quer lançar uma aventura com sete personagens jogáveis. O problema aqui é que mal faz diferença quem você escolhe, já que o gameplay é idêntico para todos eles, e a crítica ainda apontou que há muitos bugs e glitches, e que nem mesmo o bom uso de elementos e itens da ACME consegue impedir o tédio. A nota ficou em 27.

4. Jenga World Tour (Nota 26)

Talvez você conheça Jenga pelo nome Torremoto, aquele clássico brinquedo em que cada jogador deve tirar uma peça da torre por vez, e perde quem derrubar tudo. No caso do jogo de Wii, quem perde são todos aqueles que têm o azar de tocar no game. Afinal, a crítica apontou que nem mesmo os controles funcionam direito, além de os gráficos poluídos gerarem slowdowns. É um projeto que desabou por completo, caindo na nota 26.

3. Game Party (Nota 25)

E olha aí o Game Party voltando para a festa! O jogo original teve uma recepção ainda pior que a sua sequência, com nota de apenas 25. Novamente, a ideia era misturar modalidades como arremesso de dardos e hockey de mesa com controles de movimento, mas a crítica foi unânime em apontar que era uma ideia muito melhor jogar o incrível Wii Sports, que vinha grátis com o console, ao invés dessa tranqueira.

O console recebeu uma tonelada de jogos com minigames pautados nos controles de movimentoO console recebeu uma tonelada de jogos com minigames pautados nos controles de movimentoFonte:  Amazon 

2. Cruis’n (Nota 25)

Houve um tempo em que a série Cruis’n era sinônimo de diversão de primeira e corridas em alta velocidade por locações exóticas. Mas também houve o tempo de Cruis’n no Wii, um jogo que a crítica considerou um caça-níqueis sem vergonha tentando capitalizar em cima do nome da franquia. Teve até crítico dizendo que esse poderia ser o pior jogo de corrida do console, pegando só 25 de nota média graças ao seu baixíssimo valor de produção...

1. SPOGS Racing (Nota 18)

Mas parece que os críticos que apostaram em Cruis’n estavam errados! Aqui sim temos o jogo que foi eleito o pior título de corrida do Wii, erguendo ainda a inglória taça de pior jogo do console no Metacritic! Parabéns ao SPOGS Racing pelo feito, algo que ele só conseguiu conquistar graças ao seu gameplay completamente deplorável, gráficos de duas gerações atrás e inteligência artificial patética. Corra para bem longe desse aqui!

Os melhores jogos do Wii

7. Rock Band 2 (Nota 92)

Quem viveu essa época vai lembrar que a geração do Wii aconteceu bem no auge dos jogos rítmicos na linha Guitar Hero, onde você e seus amigos podiam formar suas próprias bandas com instrumentos de plástico. Entre as dezenas de títulos assim, foi Rock Band 2 quem conseguiu tirar a nota mais alta, com 92 de média, graças a sua seleção de músicas invejável e gameplay muito preciso com dificuldades fáceis de adequar a cada perfil.

Os instrumentos de plástico foram febre na geração e inspiraram vários jogos rítmicosOs instrumentos de plástico foram febre na geração e inspiraram vários jogos rítmicosFonte:  Amazon 

6. The Legend of Zelda: Skyward Sword (Nota 93)

Um dos últimos lançamentos de peso do Wii foi também um de seus melhores. The Legend of Zelda: Skyward Sword ousou ao incorporar controles de movimento ainda mais precisos via Wii Motion Plus para emular os movimentos de Link segurando a Master Sword. Isso virou o coração do combate e o cerne do gameplay, mas os críticos também elogiaram o bom design de algumas dungeons e a belíssima direção de arte simulando pinturas em aquarela.

5. Super Smash Bros. Brawl (Nota 93)

Muito antes de Super Smash Bros. Ultimate reunir o maior crossover já visto nos videogames, Brawl causava um grande impacto no Wii por ser o primeiro título da franquia estrelado por alguns personagens third party. O modo Subspace Emissary conquistou muitos fãs com a melhor narrativa já vista na franquia, e a adição do primeiro modo online da série também foi algo muito elogiado, ajudando a sua nota a subir para 93.

4. World of Goo (Nota 94)

Uma das coisas mais legais do Nintendo Wii era o Wiiware, que possibilitou a várias empresas menores lançarem os seus jogos diretamente na loja online de forma virtual. Entre as dezenas de projetos incríveis que brotaram por lá, o puzzle World of Goo foi um dos maiores sucessos, já que praticamente todo mundo achou viciante ficar conectando as bolinhas pegajosas a fim de formar caminhos. Esse pequeno notável teve nota média de 94!

3. The Legend of Zelda: Twilight Princess (Nota 95)

Se a franquia Zelda esteve presente perto do fim do Wii, ela também marcou presença em seus primeiros dias. Twilight Princess foi lançado ao mesmo tempo em versões para GameCube e Wii, em uma estratégia bem parecida com a de Breath of the Wild, que chegou ao Wii U e Switch simultaneamente. O jogo mais sombrio e realista da série ampliava as ideias e estrutura de gameplay vistos em Ocarina of Time, colocando no bolo uma das personagens mais bem escritas da série, a linda Midna. Sua nota ficou em 95.

2. Super Mario Galaxy 2 (Nota 97)

Apesar de usar praticamente a mesma estrutura de seu predecessor, Super Mario Galaxy 2 foi mais ousado no design das fases e explorou ainda mais o potencial de manipular a gravidade dos cenários de forma criativa. Tanto a crítica como os jogadores ainda ficaram particularmente felizes com o retorno do dinossauro Yoshi como montaria. Apesar de a Nintendo estranhamente ter deixado esse título de fora da coleção Super Mario 3D All-Stars, ele tem nota 97 e um lugar cativo no coração dos fãs!

1. Super Mario Galaxy (Nota 97)

A batalha entre o primeiro e o segundo Mario Galaxy é acirrada não só entre a opinião dos fãs, mas também no Metacritic. Ambos os jogos somam nota média de 97 mas, no fim das contas, o game pioneiro acabou levando a melhor nas notas dos jogadores. E não é para menos: esse é um jogo de plataforma 3D diferente de tudo que existia até então, estabelecendo um novo paradigma de excelência técnica e fazendo toda uma nova geração se apaixonar pelo maior mascote dos videogames!

E esses foram os sete piores e os sete melhores jogos de Nintendo Wii. Relembrando que essa não é a minha opinião e nem a opinião do Voxel, mas sim um levantamento dos resultados do agregador de reviews Metacritic.

Você concorda ou discorda dessas notas? E como ficaria a sua própria lista? Conte para a gente nos comentários a seguir!

Categorias