Robinho FGC, atleta de Street Fighter V, confessa possível estupro

2 min de leitura
Imagem de: Robinho FGC, atleta de Street Fighter V, confessa possível estupro
Imagem: Reprodução / GE

Robson "Robinho FGC" Pereira era mais conhecido pelos jogadores como um dos maiores talentos da cena de Street Fighter V, com a promessa até de representar o Brasil na Capcom Cup VIII, mas uma recente controvérsia foi o que levou seu nome aos holofotes.

Na tarde do dia 6 de janeiro, um tweet postado por Zenith viralizou ao mostrar Robinho falando orgulhoso sobre um possível abuso sexual em grupo que ele alega, entre risos, ter cometido com alguns amigos. Confira o relato logo abaixo, mas fica o alerta de ser um assunto sensível para muitos, o estupro:

Segundo reportagem do The Enemy, esse clipe foi tirado de um vídeo postado originalmente no dia 27 de dezembro de 2021, onde Robinho detalhou sua vingança embebedando e então abusando sexualmente da namorada. A transmissão tinha sido realizada no próprio canal do Robinho, e então apagada de lá, sendo resgatada por Zenith no tweet acima.

As redes sociais do jogador também foram todas excluídas, e poucas horas após a clipagem viralizar, a equipe PATOZ Team anunciou o desligamento de Robinho da organização:

Apesar de enfaticamente destacar no vídeo que "Mano, eu juro para vocês, eu não estou mentindo!", Robinho se contradisse em entrevista feita na noite de ontem (6) ao site GE, onde afirmou que boa parte da história "nem existe, falei na zoeira, e agora estão me acusando de algo sério".

Vale notar que, apesar da possível confissão explícita de Robinho no vídeo, a ética jornalística e o ordenamento jurídico brasileiro nos obrigam a chamá-lo de "acusado" e "suspeito", já que ainda não há qualquer condenação ou mesmo uma denúncia de crime até a publicação desta notícia, e a sua confissão em vídeo não necessariamente comprova, por si só, a materialidade do possível ilícito.

A Capcom está sendo pressionada nas redes para remover Robinho da próxima Capcom Cup e, ao que tudo indica, Robinho terá sorte se as suas punições pararem apenas por aí. Informaremos aqui no Voxel caso o possível crime tenha mais desdobramentos.

[Atualização]: a Capcom se pronunciou sobre o caso e decidiu banir o jogador de todos os torneios de Street Fighter em nível global, garantindo que Robinho não consiga participar de nenhum campeonato oficial do game em qualquer lugar do mundo. A decisão veio pela política de tolerância zero com pronunciamentos públicos deste cunho, que a Capcom descreve como "atos reprensáveis e atrozes", já que se trata de um possível crime e uma quebra de conduta do jogador. Confira o tweet: