Dead by Daylight removerá máscaras de Leatherface após denúncias de racismo

1 min de leitura
Imagem de: Dead by Daylight removerá máscaras de Leatherface após denúncias de racismo
Imagem: Behaviour Interactive/Divulgação
Avatar do autor

O grande vilão da franquia de filmes de terror de 1974 O Massacre da Serra Elétrica, Bubba "Junior" Sawyer, mais conhecido como O Canibal ou Leatherface, tem sido usado de maneira inadequada em Dead by Daylight.

De acordo com a Behaviour Interactive, diversos jogadores têm denunciado casos de assédio direcionado e racismo praticado por players utilizando a funcionalidade do Assassino. O visual do vilão pode ser personalizado, incluindo a máscara de pele utilizada por ele, que no jogo tem a possibilidade de vestir o rosto de quatro sobreviventes.

Segundo a produtora, alguns jogadores estariam configurando o visual do Canibal com o rosto de Claudette Morel, uma das personagens sobreviventes do jogo, que é uma mulher negra.

Em uma postagem em seu site, a Behaviour afirma que vai remover a opção de personalizar o vilão com os rostos de sobreviventes na próxima atualização do meio do capítulo do jogo. Como forma de compensar aqueles que utilizam o assassino, todos que jogaram como Leatherface desde o seu lançamento receberão 6 mil Fragmentos Iridescentes.

"Não estamos confortáveis tendo essas máscaras no jogo quando elas são usadas como ferramentas para disseminar ódio", afirmou a desenvolvedora, informando que a funcionalidade será removida na atualização do meio do capítulo. A empresa afirma ainda que não vai tolerar manifestações de ódio e vai "continuar a tomar as medidas necessárias para proteger a comunidade".