The Game Awards 2021: Activision Blizzard está fora do evento

1 min de leitura
Imagem de: The Game Awards 2021: Activision Blizzard está fora do evento
Imagem: The Game Awards

O último final de semana foi bem agitado para Geoff Keighley e a organização do The Game Awards, já que ele foi bastante cobrado publicamente pelo site Kotaku. Em reportagem, o site apontou que o plano original era que o show não tomasse partido sobre as inúmeras acusações de assédio pelos quais a Activion Blizzard está passando.



Desde a publicação do artigo e do tweet, as redes de Geoff foram inundadas por reclamações de jogadores insatisfeitos com a sua postura. Afinal, o simples ato de não tomar partido é, por si só, uma evidente tomada de posição em favor da empresa e contra os seus funcionários, que não possuem uma plataforma para se defender.

A postura causou ainda mais estranheza pela forma como Geoff já tinha se posicionado publicamente e ao vivo contra a Konami em anos anteriores, quando a a produtora impediu o seu amigo Hideo Kojima de prestigiar a festa presencialmente.



Poucas horas depois das cobranças, o próprio Geoff foi às redes afirmar que "Além de suas indicações, eu posso confirmar que a Activision Blizzard não será parte dos The Game Awards deste ano. O prêmio é uma ocasião para celebrar a nossa indústria, a maior forma de entretenimento do mundo.

Não há espaço para abuso, assédio ou práticas predatórias em qualquer companhia ou comunidade. Eu também entendo que temos uma grande plataforma capaz de acelerar e inspirar mudanças. Estamos comprometidos com isso,  mas todos precisamos trabalhar juntos para construir um ambiente mais inclusive, de forma que todos se sintam seguros para fazer os melhores jogos do plenta.

Todos nós devemos ser cobrados por isso. Jogos incríveis e os talentosos desenvolvedores que os projetam é o que queremos celebrar. Vejo vocês na quinta!"

O que você achou dessa controvérsia e da postura do Geoff? Comente a seguir!