Patente da Sony sugere upscaling em tempo real estilo DLSS no PS5

1 min de leitura
Imagem de: Patente da Sony sugere upscaling em tempo real estilo DLSS no PS5
Imagem: PlayStation
Avatar do autor

Uma nova patente sugere que a Sony Interactive Entertainment está trabalhando em uma forma de fazer upscaling de imagens no PlayStation 5 e potencialmente no PSVR em tempo real. O documento descreve um "método implementado por computador para completar uma imagem" para as plataformas da empresa. A informação foi compartilhada no fórum Resetera.

Normalmente, as formas mais comuns de reconstruir uma imagem utilizando aprendizado de máquina necessitam de muito poder de processamento para completar áreas corrompidas ou faltantes em uma imagem, por exemplo. Isto pode afetar a performance dos dispositivos ou consumir muito tempo até finalizar a tarefa.

De acordo com o Games Radar, o método patenteado pela SIE vai gerar uma camada de máscara de forma a revelar algumas partes da imagem, enquanto esconde outras. Antes de alternar estas "falhas", o programa vai preenchê-las usando um processo baseado na existência — ou não — de buracos na figura. O computador vai então aprender maneiras de perceber se deveria haver um buraco na tela, tampando-o quando necessário, de maneira mais rápida e menos pesada para o hardware.

Método patenteado pela Sony promete upscaling de imagens consumindo menos tempo e poder de processamento no PlayStation 5Método patenteado pela Sony promete upscaling de imagens consumindo menos tempo e poder de processamento no PlayStation 5Fonte:  Free Patents Online/Reprodução 

A coisa toda funciona de forma parecida com o DLSS da Nvidia, que faz a mágica em tempo real utilizando uma tecnologia de upscaling em suas placas de vídeo. A patente da Sony, porém, foi pensada para funcionar especificamente no hardware do PS5 e do PSVR.

"Headsets de realidade virtual requerem muito mais poder de processamento computacional para exibir uma imagem satisfatória a um usuário do que um monitor convencional", diz o documento. Exigir menos poder do hardware é um dos diferenciais da tecnologia patenteada pela SIE, que ainda não tem previsão de chegar ao PlayStation 5.