Resident Evil 4 VR remove diálogos e animações polêmicas de Ashley

1 min de leitura
Imagem de: Resident Evil 4 VR remove diálogos e animações polêmicas de Ashley
Imagem: Capcom/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Lançado para praticamente todas as plataformas existentes desde sua chegada ao Nintendo GameCube, Resident Evil 4 agora chega ao mundo da realidade virtual com o lançado de Resident Evil 4 VR. Diferente dos demais ports, esta nova versão teve alguns conversas entre personagens e até certas cenas removidas.

Embora seja essencialmente o mesmo RE4 de sempre, o remaster para realidade virtual é praticamente um remake, já que adapta toda a jogabilidade e insere até mesmo novas formas de interagir com itens do inventário. Mas algumas coisas precisaram ser removidas para tornar o jogo menos polêmico, principalmente entre a audiência atual.

Algumas das principais alterações são em relação a comentários e interações com a personagem Ashley Graham. No jogo, a moça é filha do Presidente dos EUA e foi sequestrada, cabendo ao agente Leon Kennedy resgatá-la das mãos dos bandidos.

Na versão original do game, Leon encontra outro personagem, Luis, que faz comentários sobre o corpo da jovem. Além disso, em certos momentos durante a gameplay é possível olhar por baixo da saia de Ashley. Estas interações foram removidas da versão VR de RE4. Também foram removidos os modos Mercenaries e Separate Ways.

Em um comunicado emitido por um porta-voz do Facebook, a empresa afirmou que  Oculus Studios, Armature e Capcom trabalharam juntas "para remasterizar Resident Evil 4 do zero para o VR. Isto inclui ambientes imersivos e gráficos de alta resolução. Também inclui mudanças selecionadas a diálogos e animações no jogo que acreditamos atualizar Resident Evil 4 para uma audiência moderda".

Resident Evil 4 VR será lançado amanhã, dia 21 de outubro, exclusivamente para Oculus Quest 2.

Fontes