Pokémon Unite: jogadores criticam venda de skin por R$ 225

2 min de leitura
Imagem de: Pokémon Unite: jogadores criticam venda de skin por R$ 225
Imagem: Pokémon Company/Reprodução
Avatar do autor

Um novo estilo para o monstrinho Alolan Ninetales chegou a Pokémon Unite, e seu preço altíssimo acabou causando reação negativa em parte dos fãs do jogo.

A skin, anunciada dia 1º, chegou ao MOBA custando nada menos do que R$ 225. Isto equivale a quase 20% do valor do salário mínimo vigente no Brasil, custo similar ao de jogos completos lançados para consoles.

Para comprar o novo Sacred Style: Alolan Ninetales, é preciso adquirir Aeos Gems na loja do game. Por custar 2499 gemas, jogadores podem precisar comprar um dos pacotes mais caros, saindo a R$ 225. Nos Estados Unidos, o preço é de U$ 40, ou seja: até mesmo para o público americano o valor é irreal.

É necessário comprar o pacote de gemas de R$ 224,90 para conseguir resgatar o novo Alolan NinetalesÉ necessário comprar o pacote de gemas de R$ 224,90 para conseguir resgatar o novo Alolan NinetalesFonte:  Rodrigo Estevam/Voxel 

Na postagem liberada pelo perfil do jogo no Twitter, jogadores demonstraram descontentamento com o alto valor cobrado pelo item cosmético. Respondendo à publicação, fãs pedem que a Pokémon Company, a TiMi Studio e a Tencent reconsiderem o preço.



"O preço deste Hollowear é ridiculamente caro. Como vocês querem tornar o jogo mais popular desse jeito? Reduzam o preço, por favor"



"Vocês realmente pensaram que este era um preço acessível para uma skin? No Brasil ela custa 225 reais e nosso salário mínimo é de 1100 reais. É quase 1/4 do nosso salário mínimo e isto não devia ser aceitável."



"É uma skin legal? Sim. Vale 40 dólares? Absolutamente não."

Por outro lado, alguns jogadores buscam apaziguar a situação justificando que, embora caro, ninguém realmente precisa comprar o pacote.



"Amei a skin, mas por que está todo mundo chorando por ser caro? Certo, custa U$ 40 mas ninguém está te forçando a comprá-la e da última vez que chequei ela não dava nenhuma vantagem. É como comprar um item de moda, se você tem dinheiro, pode comprar. Se não tem, não afeta nem a você e nem a ninguém..."

Microtransações são a saída encontrada por diversos criadores para manter a produção de seus jogos. Uma das formas mais comuns a jogos free-to-play como battle royales, MOBAs e shooters é a venda de itens cosméticos que, na maioria das vezes, não oferece qualquer vantagem competitiva.

Enquanto alguns desenvolvedores conseguem encontrar uma forma de monetizar seus jogos de maneira relativamente sadia, outros acabam cobrando preços exorbitantes por itens digitais — como claramente é o caso desta nova versão do Alola Ninetales no MOBA de Pokémon.

Pokémon Unite tem versões para Nintendo Switch, iOS e Android.