Tom Clancy's Ghost Recon: do pior ao melhor, segundo a crítica

8 min de leitura
Imagem de: Tom Clancy's Ghost Recon: do pior ao melhor, segundo a crítica

O escritor Tom Clancy escreveu diversas obras que se tornaram best-sellers e foram adaptadas para diversas mídias não escritas. Foi na parceria dele com a Ubisoft que seu nome se conheceu ainda mais conhecido e rendeu diversos jogos memoráveis.

A série que vamos falar hoje aborda um grupo de militares extremamente silenciosos como fantasmas, mas letais como um tiro na cabeça. Vocês pediram muito e aqui está o do Pior ao Melhor da franquia Tom Clancy's Ghost Recon. Aqui estão nossos critérios, prestem bastante atenção:

  • As notas apresentadas são baseadas no agregador de notas Metacritic. Se o título foi lançado para mais de uma plataforma inicialmente, pegaremos as notas de cada uma das versões e faremos uma média aritmética.
  • Não consideramos versões e exclusivos de portáteis

8) Tom Clancy's Ghost Recon (2010) - 46 (Wii)

Tom Clancy's Ghost Recon foi lançado em 2010 exclusivamente para o Nintendo Wii e coloca o jogador na pele do exército Rangers dos Estados Unidos que devem enfrentar soldados russos após um líder ultranacionalista tomar o país a base da força militar.

Como esperado de um game lançado para o Wii, ele usa o controle de movimento em uma mecânica principal: a de mira. Ele pode ser jogado inteiramente em dois jogadores e, caso esteja solo, o outro personagem vira um aliado NPC.

Para os analistas, o tiroteio em movimento cria uma espécie de ritmo satisfatório e o uso do Wii Zapper, periférico em formato de arma, torna a experiência ainda melhor. Em contrapartida, os tiroteios têm pouquíssima profundidade, os inimigos são burros como portas e a IA aliada é bem limitada. Sua nota é 46.

7) Tom Clancy's Ghost Recon Breakpoint (2019) - 58,6 (PC, Xbox One, PS4)

Em sétimo lugar, o jogo mais recente da franquia. Tom Clancy's Ghost Recon Breakpoint, lançado em 2019, tem como foco o multiplayer online e se passa na ficcional ilha Auroa que oferece uma área gigante para ser explorada. Os players assumem o papel de soldados da 5ª Força de Operação Especial dos Estados Unidos, conhecida como Ghosts, que devem investigar algumas questões militares importantes no local.

O título traz diversas mecânicas de stealth, como cover, armas silenciosas e camuflagem, essa última envolvendo até aspectos do ambiente para passar despercebido. Inicialmente, ele possuia 4 classes para serem escolhidas, cada uma tendo habilidades específicas. Pra fechar, os inimigos estão em maior número e mais bem preparados que os presentes em seu antecessor, Wildlands, e o modo história traz opções de falas nos diálogos.

O game se saiu muito mal em vendas, o que foi afirmado pelo CEO da Ubisoft, e também em crítica. Enquanto o stealth é satisfatório e os headshots são impactantes, as mecânicas de sobrevivência são mal trabalhadas, a Inteligência artificial dos inimigos é péssima, o social hub do jogo é lotado de microtransações e ele falha em desenvolver suas ideias e apresentar algo novo. Sua nota é 58,6.

6) Tom Clancy's Ghost Recon 2 (2004) - 64 (Xbox, PS2, GameCube)

Tom Clancy's Ghost Recon 2, lançado em 2004, ficou em sexto lugar na nossa lista. Sua trama não é igual em todas as plataformas. Enquanto no Xbox os protagonistas têm como objetivo impedir um ataque nuclear por parte da Coreia do Norte após os eventos do título anterior, no PS2 e no GameCube os Ghosts americanos querem enfrentar o governo norte coreano após um ataque a suas tropas. Não só isso, mas eles também se passam em épocas diferentes, respectivamente em 2011 e 2007.

O jogador tem à sua mão uma variedade bem grande de armas, como submetralhadoras, carabinas, snipers e rifle que devem ser usados nas mais diversas missões disponíveis, incluindo aquelas totalmente solo. Há também um multiplayer que traz diversos modos coop, como missões da campanha, batalha e defesa, e também modos contra.

As análises mostraram a diferença entre as versões. A do Xbox foi elogiada pelo multiplayer cheio de opções e bons gráficos, mas criticado pelo modo single revisado até demais, péssimas animações dos inimigos e pouca variedade na gameplay. Já a versão de PS2 e GameCube foi elogiada pelo multiplayer online e pelo seu tema realista, mas criticado pela jogabilidade genérica, companheiros de esquadrão inúteis, missões totalmente lineares, falta de um modo coop e um péssimo frame rate. Mesmo com uma ótima versão de Xbox, a média do título ficou bem baixa, o que rendeu a ele a nota 64.

5) Tom Clancy's Ghost Recon Advanced Warfighter (2006) - 70 (PC, Xbox, Xbox 360, PS2)

Em quinto lugar, temos Tom Clancy's Ghost Recon Advanced Warfighter, lançado em 2006. O jogador contra o comandante de um esquadrão que deve completar diversas missões de forma tática e estratégica.

Ele possui três versões diferentes, então vamos falar rapidamente de cada uma. A de PS2 e Xbox só pode ser jogada em primeira pessoa e tem menos features que as outras duas, entre elas um número menor de aliados NPCs durante as missões, leveis mais curtos e a falta de falar por parte do personagem Scott Mitchell.

A do PC também só pode ser jogada em primeira pessoa, traz níveis maiores que dos consoles, o sistema de instruções para os aliados é mais flexível, só é possível escolher o armamento antes de começar a missão e há uma limitação de peso que cada personagem pode carregar.

Para fechar, a do Xbox 360 permite o jogador escolher entre primeira e terceira pessoa durante a campanha, traz um sistema de cover único, apresenta níveis no estilo “on-rail” e não permite que os jogadores recuperem munição de inimigos caídos, ainda que seja possível pegar as armas deles, se necessário.

A versão de Xbox 360 foi extremamente elogiada por conta de seus gráficos realistas e jogabilidade profunda. A do PC não foi tão bem vista quanto, mas ainda agradou bastante principalmente pela atmosfera imersiva, boa inteligência artificial e variedade de armas. O que atrapalhou mesmo foram as de PS2 e Xbox, que puxaram a nota para baixo, ficando em 70.

5) Tom Clancy's Ghost Recon Phantoms (2014) - 70 (PC)

E também em quinto lugar, temos Tom Clancy's Ghost Recon Phantoms, lançado em 2014 exclusivamente para PC. O título destoa muito dos outros citados por ser um multiplayer online com elementos de MOBA totalmente gratuito.

Ele trazia 3 classes, Recon, Support e Assault, cada uma com várias habilidades únicas que podiam ser escolhidas pelo jogador para alinhar a melhor estratégia com sua equipe. Haviam 4 modos de jogo disponíveis que eram Private Match, Team Death match, Clan Match e Team Capture.

Foi anunciada uma versão do título para o Wii U, mas os planos mudaram e a equipe focou na versão de PC. Em 2016, os servidores foram fechados por conta de uma queda lenta mas constante de jogadores nos servidores.

Os analistas da época consideraram que as habilidades de cada classe tornavam as jogatinas mais estratégicas, o sistema de cover dinâmico funcionava muito bem e não era necessário pagar para se divertir, a menos que quisesse conteúdos extras. Por outro lado, havia poucos mapas e mods além de que o matchmaking era inconsistente e desbalanceado. Sua nota é 70.

4) Tom Clancy's Ghost Recon (2001) - 71,5 (PC, Xbox, PS2, GameCube)

Em quarto lugar, vamos voltar às origens com o primeiro título da série. Tom Clancy's Ghost Recon, lançado em 2001, acompanha a equipe de elite americano Ghosts que está em uma missão para combater o grupo separatista rebelde na Geórgia, o que acaba levando a um confronto com forças da União Democrata Russa.

O título tem uma pegada bem tática em que quatro soldados, um deles sendo o controlado pelo jogador, devem trabalhar juntos para cumprir missões específicas. Na campanha, há 4 habilidades para se fazer upgrade, melhorando suas habilidades com as armas, stealth, resistência e liderança. Além disso, os soldados possuem diferentes classes que permitem ou impedem eles usarem armamentos específicos.

O título foi muito elogiado na época por redefinir o gênero de shooter tático ao lado de outros games como Rainbow Six, mas ele acabou ficando fora do nosso pódio pelo desempenho fraco das versões de GameCube e PS2, o que rendeu a ele a nota 71,5.

3) Tom Clancy's Ghost Recon Wildlands (2017) - 71,6 (PC, Xbox One, PS4)

E por um fio de cabelo a mais, chegamos ao top três começando por Tom Clancy's Ghost Recon Wildlands, lançado em 2017. O jogo se passa na Bolívia de 2019, com o grupo Ghost encarregado de desmantelar o cartel de drogas conhecido como Santa Blanca Cartel que virou o maior produtor de cocaína do mundo.

O mundo aberto é gigante, sendo o maior desenvolvido pela Ubisoft até aquele momento. Diversas armas e equipamentos, sendo eles reais ou criados para o game, estão disponíveis para serem usados e trazer mais efetividade à jogatina. O título ainda traz sistemas de clima dinâmico e ciclo de noite e dia, veículos terrestres e aéreos, várias missões secundárias e um modo multiplayer cooperativo.

Os analistas acharam sua gameplay stealth ótima, o sistema de aleatoriedade durante os confrontos criativo e o mundo aberto cheio de atividades, mas as missões ficam cansativas com o passar do tempo e a história não possui muita motivação. Sua nota é 71,6.

2) Tom Clancy's Ghost Recon: Future Soldier (2012) - 76,3 (PC, Xbox 360, PS3)

Com a medalha de prata, Tom Clancy's Ghost Recon: Future Soldier, lançado em 2012. O game tem uma pegada futurista e acompanha o esquadrão Ghost, liderado por Joe Ramirez, que tem como missão inicial acabar com uma operação de contrabando de armas na Nicarágua.

O título traz como principal novidade a camuflagem adaptativa, que permite os soldados ficarem parcialmente invisíveis. Há também uma mecânica de tiro sincronizado, em que o jogador dá instrução e todos abatem seus alvos ao mesmo tempo, e drones, que podem ser usados para visualizar o campo de batalha inteiramente.

Os analistas elogiaram os modos multiplayer, a mecânica de tiro sincronizado e a duração da campanha solo e coop, mas acabou criticado por seus tiroteios nada memoráveis e diversos problemas na inteligência artificial. Sua nota é 76,3.

1) Tom Clancy's Ghost Recon Advanced Warfighter 2 (2007) - 82 (PC, Xbox 360, PS3)

E chegamos ao primeiro lugar com ele, Tom Clancy's Ghost Recon Advanced Warfighter 2. Sua história se passa logo após os eventos do primeiro Advanced Warfighter e tem como foco o conflito entre o exército americano, o exercito mexicano e rebeldes também mexicanos.

As versões de PS3 e de Xbox 360 têm jogabilidade bem parecida com a de seu antecessor, mas adiciona novas features e traz melhorias gerais. Enquanto isso, a versão de PC se parece mais com o primeiro jogo da série, ainda que mantenha a mesma pegada de Advanced Warfighter 1. Ele possui um modo multiplayer com algumas features diferentes, como classes de armas e a habilidade de fazer deslizar, mas tira o sistema de cover presente no singleplayer.

Os analistas elogiaram seu combate extremamente intenso, modo multiplayer competitivo e cooperativo, gráficos lindos e excelentes efeitos sonoros, mas foi criticado pela campanha extremamente curta. Mesmo assim, o game impressionou e ficou com 82 de nota.