Football Manager promete times femininos, mas ainda vai demorar

1 min de leitura
Imagem de: Football Manager promete times femininos, mas ainda vai demorar
Imagem: Sports Interactive

A Sports Interactive revelou que tem planos de levar o futebol feminino para seu mais novo Football Manager. Diferente de promessas que normalmente vemos desenvolvedoras fazendo, essa não vem seguida de um "em breve". Pelo contrário, a SI diz que vai precisar de um bom tempo para fazer isso, mas é porque quer fazer direito.

A companhia por trás de Football Manager tem um histórico de tentar ser inclusiva e progressista em seus jogos. Então eles não vão se limitar apenas a trocar os modelos dos jogadores para dizer que o jogo suporta o futebol feminino.

A Sports Interactive quer o mesmo tipo de profundidade de gameplay nos dois gêneros, com novas bases de dados, regras específicas e diferenças de gêneros nos textos dos diferentes idiomas em que o jogo é suportado –  o que não inclui o Brasil, porque Football Manager ainda não está oficialmente disponível por aqui.

Outro desafio interessante é que a desenvolvedora ainda não decidiu até onde vai essa profundidade nos aspectos mais práticos das seleções femininas. Ciclos menstruais e a possibilidade das jogadoras engravidarem, por exemplo, impactariam bastante nas mecânicas deste modo de jogo.

Para liderar o processo, o time contratou a ex-treinadora Tina Keech, e as sessões de capturas de movimentos já começaram.

O processo não vai ser apenas demorado, mas também custoso. É por isso que a Sports Interactive tem procurado patrocinadores para ajudar a financiar o projeto, mas seus representantes se declaram otimistas. Atualmente muitas organizações têm feito esforços para valorizar melhor o futebol feminino, e a oportunidade de ajudar o Football Manager a fazer isso deve ser algo que não vão deixar passar.