Red Dead Redemption 2: estudo mostra que jogo ensina ciências

1 min de leitura
Imagem de: Red Dead Redemption 2: estudo mostra que jogo ensina ciências
Imagem: Rokas Tenys/Shutterstock
Avatar do autor

Um estudo publicado na última quinta-feira (08) na revista científica People and Nature, da Sociedade Britânica de Ecologia, revela que Red Dead Redemption 2 ensina os jogadores a identificarem espécies de animais no mundo real. Além da percepção visual, os jogadores conseguem distinguir os bichos pelo som, de acordo com a pesquisa.

A publicação foi assinada por Edward J. Crowley, Matthew J. Silk e Sarah L. Crowley, acadêmicos da Universidade de Exeter, no Reino Unido. Os pesquisadores defendem que o título pode efetivamente ensinar sobre animais e ecologia.

“Nossas descobertas qualitativas indicam que a jogabilidade imersiva e a aprendizagem ativa são mecanismos-chave para a aprendizagem indireta. Portanto, concluímos que os videogames, tanto aqueles projetados para a educação quanto aqueles projetados para o entretenimento, devem ser levados a sério como provedores de educação ambiental e experiências indiretas do mundo natural”, diz trecho da conclusão da pesquisa, que pode ser acessada aqui.

Red Dead Redemption 2

O trabalho foi chamado de “Natureza na tela: As implicações da mídia visual na relação humana-natureza - O valor educacional das ecologias virtuais em Red Dead Redemption 2”.

Método e descobertas

Supostamente um dos autores da pesquisa científica, identificado pelo nick “SaiRookwood”, falou no Reddit sobre o assunto. Ele explicou que foram selecionados 2 grupos de pessoas, um grupo que jogou o game da Rockstar e outro que não jogou.

Depois disso, foi pedido para que ambos os grupos identificassem 15 animais através de fotos, sendo que todas as espécies estão presentes no game. Na análise dos resultados, foi descoberto que quem jogou o título identificou, em média, 10 dos 15 animais corretamente, resultado de acerto 3 vezes maior do que o conseguido pelas pessoas que não jogaram.

SaiRookwood detalhou também que a porcentagem de acertos foi ainda mais alta para quem jogou recentemente e por mais horas no papel de “naturalista” em Red Dead Online.

Entre os animais que os participantes tiveram que identificar estavam espécies como sapo-boi-americano, gaio-azul, iguana-verde, araracanga e garça-branca-pequena. Uma das curiosidades é que os animais mais comuns de serem caçados também foram mais facilmente identificados em detrimento dos menos comuns.

E aí, o que achou da pesquisa? Você também conseguiu aprender um pouco sobre ciências com Red Dead Redemption 2? Deixe a sua opinião na seção de comentários abaixo!

Red Dead Redemption 2: estudo mostra que jogo ensina ciências