Elden Ring terá 30 horas de duração e mapa integrado, diz Miyazaki

2 min de leitura
Imagem de: Elden Ring terá 30 horas de duração e mapa integrado, diz Miyazaki
Imagem: From Software/Reprodução
Avatar do autor

Quasar ICE

Depois de muita espera, na última quinta-feira (10) a From Software soltou um trailer de gameplay e deu data para o lançamento de Elden Ring. Depois de tirar a angústia dos fãs, a empresa começou a revelar mais detalhes sobre o título, inclusive que ele terá cerca de 30 horas de duração e um mapa integrado.

As revelações foram feitas pelo próprio diretor do jogo, Hidetaka Miyazaki, em entrevistas ao IGN e Famitsu. Para o site norte-americano, ele explicou que o cenário do jogo se chama “The Lands Between”.

Miyazaki explicou que o nome foi inventado por George R.R. Martin quando ele estava escrevendo a história e os mitos do game. De acordo com ele, os produtores querem que os jogadores sintam um “impulso” para desvendar os mistérios desse universo.

Os cenários

O diretor revelou que, como se esperava, Elden Ring será maior do que outro Soulsborne e a escala gigantesca do trailer se refletirá nos cenários. O jogo mistura os conceitos de Demon’s Souls (mundos separados) e Dark Souls/Bloodborne (mapa onde as áreas se encontram).

Ao todo, serão 6 grandes áreas conectadas por um hub e que funcionam com dungeons diferentes, possuindo suas próprias particularidades de exploração. Os locais podem ser explorados sem uma ordem específica e dentre os cenários estão catacumbas, castelos e fortalezas, comandadas cada uma por uma espécie de semideus.

Elden Ring

“Queríamos dar um nível de progressão e exploração através das Lands Between, então há muitas maneiras diferentes (de explorar). Você não poderá acessar tudo desde o início, mas existem muitas maneiras diferentes de abordar cada área. E há muita liberdade quanto à ordem em que você lida com diferentes áreas também”.

O gameplay

Para a Famitsu, em tradução feita pelo produtor de conteúdo Nibel, no Twitter, Miyazaki detalhou que o jogador poderá personalizar o personagem e que haverá chefões opcionais. Sobre o gameplay, espécies de itens coletáveis de espíritos poderão ser equipados. Esses espíritos, que podem ser melhorados, são espécies de invocações que servem para atacar, defender ou atrair inimigos.

O título terá um modo cooperativo online para auxiliar na exploração em áreas abertas, porém, possivelmente os cavalos não poderão ser utilizados no multiplayer. O sistema multijogador terá elementos parecidos com os da série Soulsborne, como deixar mensagens em corpos e configuração de grupos de amigos.

O game também terá um sistema de crafting, um mapa completo do mundo e uma duração de cerca de 30 horas, caso o jogador não faça muitas missões paralelas. Nesse sentido, o diretor detalhou que o dano por queda será baixo justamente para motivar a exploração dos locais.

“(Em Elden Ring) queremos trazer o know-how que cultivamos através das produções da série com elementos como ação, level design, expressão de visão de mundo e a fruição de um jogo evoluído com um senso de escala mais amplo”, defendeu Miyazaki.

Elden Ring será lançado em versões para PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox One, Xbox Series X/S e PC em 21 de janeiro de 2022. E aí, o que achou das novidades sobre o jogo? Ficou mais empolgado ainda? Deixe a sua opinião na seção de comentários abaixo!

Elden Ring terá 30 horas de duração e mapa integrado, diz Miyazaki