Dicas de jogos indies para você jogar no PlayStation, Xbox e PC

4 min de leitura
Imagem de: Dicas de jogos indies para você jogar no PlayStation, Xbox e PC
Imagem: Moon Studios
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

O cenário independente dos video games passou a ter uma maior repercussão entre o público nos últimos anos, e os estúdios passaram a se dedicar ainda mais à categoria, fazendo com que muitas vezes exista até dúvidas se o título é mesmo de menor orçamento ou um Triple A. Felizmente, a ascensão dos jogos indie só vem contribuindo para um mercado ainda mais forte e repleto de alternativas para consoles quanto para PC.

Grandes franquias passaram a surgir e os jogadores puderam experimentar histórias maravilhosas, gráficos diferenciados e propostas que fogem consideravelmente das entregues pelos títulos considerados topos de linha. Confira abaixo alguns desses games e descubra o porquê deles terem sido tão aclamados pelos fãs.

Little Nightmares 2

(Fonte: Bandai Namco / Reprodução)(Fonte: Bandai Namco / Reprodução)Fonte:  Bandai Namco 

Little Nightmares 2 dá sequência ao assustador e ousado título de 2017 e conta mais aventuras da pequena Six, uma menina vestida de capa amarela que foi jogada em um universo repleto de pesadelos. Ao lado de Mono, a garota deverá encarar uma missão suicida para se infiltrar na Torre de Sinal e descobrir seus segredos, sendo obrigada a enfrentar a escuridão e todo tipo de criatura macabra.

Inside

(Fonte: Playdead / Reprodução)(Fonte: Playdead / Reprodução)Fonte:  Playdead 

Dos mesmos criadores de Limbo, Inside é uma experiência minimalista de terror psicológico onde o jogador assume o papel de um jovem abandonado em uma instalação sinistra. Sem ninguém para recorrer, a criança deve fazer de tudo para escapar enquanto é caçada, mal sabendo que objetivos macabros estão por trás de seus predadores e que um segredo apavorante é ocultado pelas sombras.

GRIS

(Fonte: Nomada Studio / Reprodução)(Fonte: Nomada Studio / Reprodução)Fonte:  Nomada Studio 

Eleito um dos melhores jogos de 2018 e vencedor do Jogo Mais Impactante da E3 2019, GRIS é uma poderosa história sobre dor, redenção e esperança, conduzida por uma jovem que vive em um universo dominado pela tristeza. O título, que traz mecânicas de plataforma, narração e quebra-cabeças, conta com cenários serenos e ricos em detalhes, que se destacam pelo impressionante trabalho técnico.

Oxenfree

(Fonte: Night School Studio / Reprodução)(Fonte: Night School Studio / Reprodução)Fonte:  Night School Studio 

Game de estreia da Night School Studio, Oxenfree é um thriller sobrenatural que se passa em uma ilha após a abertura de uma dimensão fantasma. No game, os jogadores assumem o papel de Alex, que deverá se juntar com seus amigos para descobrir o que há de errado por trás da ilha. O jogo conta com um sistema de decisão através de ações in-game, evolução gradativa de personagens e um caráter imersivo e orgânico criado por elementos que buscam referências nos clássicos de terror dos anos 1990.

No Man's Sky

(Fonte: Hello Games / Reprodução)(Fonte: Hello Games / Reprodução)Fonte:  Hello Games 

Lançado inicialmente em 2016, No Man's Sky foi um título que chegou como uma bomba para os jogadores, mas que conseguiu se recuperar através de atualizações de conteúdos e melhorias nos sistemas. O game traz uma densa proposta de exploração espacial e permite a navegação por inúmeras galáxias, exigindo coleta de recursos, melhoria de naves, caça e identificação de criaturas alienígenas.

Ori and the Blind Forest

(Fonte: Moon Studios / Reprodução)(Fonte: Moon Studios / Reprodução)Fonte:  Moon Studios 

Ori and the Blind Forest é um dos jogos indie para Xbox e PC mais queridos pelos fãs e conta uma história emocionante de amizade entre duas criaturas lendárias. Com mecânicas de plataforma e combate rápido, os jogadores serão levados a cenários mágicos e muito bem detalhados enquanto descobrem uma forma de salvar a Árvore de Ginso e todas os seres vivos que dependem dela.

Cuphead

(Fonte: Studio MDHR / Reprodução)(Fonte: Studio MDHR / Reprodução)Fonte:  Studio MDHR 

Desafiador e até frustrante para muitos, Cuphead é uma experiência única de plataforma em 2D que resgata os visuais e o estilo satírico das animações de 1930. Sob o controle dos irmãos Cuphead e Mugman, os jogadores serão levados para uma aventura maluca e deverão enfrentar todo tipo de criatura icônica, incluindo chefões com várias fases e estilos de combate.

Hotline Miami

(Fonte: Devolver Digital / Reprodução)(Fonte: Devolver Digital / Reprodução)Fonte:  Devolver Digital 

Hotline Miami é um shooter isométrico que se destaca pelo visual de animação, brutalidade intensa e um combate insano. Ambientado em uma Miami alternativa de 1989, o game é uma apologia aos tempos de violência da época e marca as coreografias, o anti-heroísmo e a ação rápida em mapas fechados e abertos, tudo com uma trilha sonora frenética e dificuldade que promete levar os jogadores ao limite.

What Remains of Edith Finch

(Fonte: Giant Sparrow / Reprodução)(Fonte: Giant Sparrow / Reprodução)Fonte:  Giant Sparrow 

Muito mais que um walking simulator, What Remains of Edith Finch é uma experiência narrativa como poucas vistas na indústria dos games. O título traz uma trama instigante e muito sensível sobre uma família que entrou em ruína sob circunstâncias misteriosas, enquanto guia os jogadores por lembranças, eventos e emoções. O game da Giant Sparrow também conta com cenários muito bem detalhados e uma atmosfera melancólica.

Dicas de jogos indies para você jogar no PlayStation, Xbox e PC