Marvel Guardians of the Galaxy é anunciado pela Eidos-Montréal

3 min de leitura
Imagem de: Marvel Guardians of the Galaxy é anunciado pela Eidos-Montréal
Imagem: Marvel
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

A Square Enix já tinha prometido uma grande revelação para essa E3 2021 através da Eidos Montréal, e agora o estúdio revelou o jogo Marvel Guardians of the Galaxy! O mais legal é que, além de conhecermos o jogo, seu gameplay e temas, já temos até uma data de lançamento!

O game oficial dos Guardiões da Galáxia chega no dia 26 de outubro de 2021 para PC, Xbox Series X|S, Xbox One, PlayStation 5 e PS4. A convite da produtora, tivemos a oportunidade de conferir uma apresentação exclusiva com pouco mais de meia hora de informações sobre esse ambicioso projeto, e você confere tudo a seguir!

Mixtape de sucessos

Depois do lançamento um tanto controverso e frustrante de Marvel Avengers, é um alívio ver que Guardians of the Galaxy parece estar trilhando um caminho distinto. Para começar, a produtora garatiu que ele não terá quaisquer DLCs, e muito menos microtransações, então quem comprar o jogo levará todo o seu conteúdo final de cara.

Outra decisão que parece acertada foi reduzir bastante as ambições e centrar toda a ação em um só personagem em uma história bem contada com começo, meio e fim. Aqui, o jogador assume o controle apenas do Starlord (o nosso Senhor das Estrelas), mas os demais Guardiões estão sempre a seu lado nas desventuras.

Nessa pegada de ação em terceira pessoa com clima cinematográfico, o jogo se aproxima bastante do tipo de narrativa que vimos na franquia Uncharted, mas com alguns temperinhos extra, como uma divertida história ramificada. Em certos pontos da trama, será possível tomar escolhas e moldar o desenrolar do enredo de acordo com a sua vontade.

Em um dos trechos mostrados, o time discutia se deveriam mandar Groot ou Rocket como isca e falsos prisioneiros em uma missão. Depois dos votos de Gamora e Drax, cabe a você dar o voto de minerva e escolher quem será o "sortudo" da vez, puxando alguns traços de jogos da Telltale Games no processo.

Mas o melhor elemento dessa mixtape é o combate, que parece beber bastante da fonte de Devil May Cry ou dos títulos eletrizantes da Platinum Games. Starlord é mais ágil que todos os personagens que vimos em Marvel Avengers, misturando ataques especiais, golpes de curta distância e tiros de longe para construir os seus combos.

Sobe o som!

Quem viu os filmes dos heróis espaciais no cinema deve lembrar bem de como a trilha sonora é uma parte grande da experiência. Essa sacada do diretor James Gunn também é bem notada nos trechos de gameplay que vimos e no trailer oficial, que é embalado pelo clássico Holding Out for a Hero, de Bonnie Tyler.

Parece que o seu agente andou trabalhando bastante este mês, já que a mesma música apareceu no trailer do novo He-Man da Netflix, mas isso só fortalece ainda mais a nossa nostalgia e sentimento de estar vivendo na década de 1980, onipresente na mixtape do Starlord.

No jogo, a música também é o seu poder especial e pode ser usada em combate com direito a uma animação caprichada do herói mostrando o seu walkman e subindo o som. Pode esperar por vários sucessos da época durante a ação! Na demonstração, o time encarava um exército de geleias vermelhas que soltam espinhos (pois é) enquanto o Starlord colocava Bad Reputation, da Joan Jett, para dar o tom às lutas.

Mistura de cinema e gibi

Apesar de Marvel Guardians of the Galaxy beber bastante da fonte cinematográfica, até por ela ser a maior responsável pela popularização dos personagens, o produtor sênior Olivier Proulx disse que a ideia é "criar a nossa própria interpretação dos guardiões". Até por isso, não espere ver Chris Pratt e o resto do elenco no game!

Ao invés disso, a diretora sênior de narrativa, Mary Demarle, trabalhou em conjunto com o VP criativo da Marvel Games Bill Roseman e com o autor de HQs Dan Abnet para garantir que os heróis fossem fieis aos gibis. São as HQs, então, a principal fonte criativa para essas histórias.

Nessa narrativa, o time já atua há algum tempo como Guardiões da Galáxia, e a ideia da diretora é que "a história traga muito peso ao fato de que eles são uma família e estão sempre um ao lado do outro".

Com as prioridades aparentemente no lugar certo, Guardians of the Galaxy parece ter boas chances de apagar o gosto ruim deixado pelo jogo Avengers e entregar uma boa dose de ação e humor para os fãs da Marvel. O que você achou desse anúncio? Comente a seguir!

Marvel Guardians of the Galaxy é anunciado pela Eidos-Montréal