Relembre 10 jogos subestimados do Mega Drive

4 min de leitura
Imagem de: Relembre 10 jogos subestimados do Mega Drive
Imagem: Sega

Independentemente da geração de consoles, sempre encontraremos em qualquer relação de jogos alguns nomes que podemos considerar muito bons, mas infelizmente acabaram não tendo a devida atenção por parte do público.

Após passar por alguns consoles, eis que a equipe do Voxel enfim se debruça sobre os jogos de Mega Drive que provavelmente não receberam a merecida consideração em seu lançamento. Como sempre, convidamos você a utilizar o espaço destinado aos comentários para falar não apenas sobre esses títulos, mas também de outros que teve a chance de curtir e achou muito bom.

1. Ristar

Até hoje não sabemos o motivo de muitas pessoas não terem dado a devida relevância a Ristar quando ele foi lançado. Obviamente Sonic já era bem conhecido nesse período, mas o game da estrelinha era, ao mesmo tempo, bonito e tão desafiador quanto o do azulão corredor.

A mecânica principal é usar os braços do protagonista para atacar os inimigos que estão no cenário ou se movimentar para plataformas elevadas e locais mais difíceis de serem alcançados normalmente. Some a isso uma boa trilha sonora e assim terá um título que poderia facilmente figurar um entre os melhores do console.

2. Alisia Dragoon

Mais uma daquelas pérolas que merecem um lugar especial no coração dos jogadores, Alisia Dragoon o coloca no controle da feiticeira Alicia, que parte em uma jornada para vingar a morte de seu pai. Além de vários poderes especiais, ela também pode recorrer à ajuda de algumas mascotes que aparecem na forma de dragão e têm poderes variados.

3. Garfield: Caught in the Action

Talvez a geração atual não conheça muito bem esse gato, mas quem viveu nos anos 1990 deve se lembrar do quanto Garfield era popular. Logo, era de se esperar que ele também recebesse um game: o Garfield: Caught in the Action. Esse título é divertido, tem belos gráficos e ainda conta com todas as animações feitas por Jim Davis (o criador dessa série) e sua equipe.

4. Beyond Oasis

Para quem curte games de RPG com uma pegada um pouco mais ação, Beyond Oasis claramente foi uma das melhores escolhas no Mega Drive. Além de um estilo de progressão mais livre (sem batalhas por turnos), o título ficou conhecido por trazer um estilo visual agradável e até mesmo um pouco de pancadaria à la Streets of Rage. Pena que, infelizmente, ele acabou não se tornando um verdadeiro sucesso comercial ou ocupando as prateleiras de muitas locadoras.

5. Toki/Juju Densetsu

Esse game fez sucesso nos fliperamas e também ganhou um port para Mega Drive bastante fiel ao original. A missão aqui é conduzir um macaco ao longo de várias fases utilizando bolas de fogo cuspidas pela boca para encarar os oponentes do cenário, além de trazer diversos chefes e muitos outros elementos que fazem dele um título divertido ainda hoje.

6. Chase HQ II

Enquanto os donos de Super Nintendo podiam se divertir com Top Gear, quem teve Mega Drive recebeu a grata surpresa de Chase HQ II, game de corrida que já existia nos fliperamas e recebeu uma versão expandida no console de 16 bits da Sega. Com três carros para selecionar e várias pistas repletas de desafios, o game entregou uma experiência bem completa e hoje até se tornou um jogo bem caro para colecionadores pelo fato de não ter muitas cópias dele circulando por aí.

7. Krusty’s Fun House

Apesar de trazer uma ideia simples utilizando um dos personagens secundários de Os Simpsons, o jogo Krusty’s Fun House tem mecânicas divertidas e um desafio bacana – com direito a quebra-cabeças — que se tornam cada vez mais complicados de acordo com o avanço pelas fases. Pena que não teve um apelo tão grande da parte do público em seu período de lançamento.

8. World of Illusion

Castle of Illusion é um clássico inegável lembrado por muitos que tiveram um Mega Drive, tanto é que a maioria das pessoas não lembra ou sequer sabe que outro título nessa mesma pegada chegou ao console: o World of Illusion.

Talvez muito disso aconteceu pelo fato de ele ter disputado atenção com o recém-lançado Sonic the Hedgehog 2, mas fato é que esse título tinha tanto carisma quanto o outro ambientado em um castelo. Além de trazer Mickey e Donald como personagens que podem ser controlados ao longo da ação, há muito capricho na parte gráfica e na trilha sonora do game.

9. Pulseman

Bem antes de faturar “muitos dinheiros” com Pokémon, a Game Freak se arriscou em um título para Mega Drive intitulado Pulseman.

As mecânicas nele envolvem controlar um protagonista uma metade humano e a outra cibernético, utilizando essa segunda parte para visitar um reino digital e batalhar contra diversos robôs e outras máquinas que aparecem no caminho.

Apesar de ter uma pegada próxima de Mega Man, Pulseman foi mais além por apresentar várias mecânicas em sua composição, incluindo um momento "à la jogos de navinha", como Gradius, e muitos outros que fazem dele um grande game.

10. Alien Soldier

Apesar do nome, esse game não tem nada a ver com a franquia que fez sucesso nos cinemas. Esse título é mais um daqueles nos quais se progride de maneira lateral enquanto atira nos inimigos que aparecem no cenário, coletando itens para o personagem ao longo da fase e encarando um chefe com habilidades variadas no final – tudo isso ao mesmo tempo que se preocupa com o contador que aparece no canto direito da tela, pois se ele zerar o esforço realizado vai "por água abaixo".

Fontes

Relembre 10 jogos subestimados do Mega Drive