Bitmap Book, a empresa especializada em criar livros de videogame

3 min de leitura
Imagem de: Bitmap Book, a empresa especializada em criar livros de videogame
Imagem: Bitmap Book
Avatar do autor

Se você é gamer, em algum momento da vida já deve ter pensado em trabalhar na área, seja fazendo jogos ou em um setor ligado a ela. Atualmente, este desejo ganhou espaço com a chegada do eSports, mas e quem é um pouco mais velho, o que poderia fazer?

Sam Dyer, um designer britânico resolveu juntar sua paixão, o videogame, com o seu talento. Após 20 anos trabalhando na criação de logos para empresas, ele cansou e resolveu se aventurar no mundo dos games.

Mas como unir sua grande diversão com o trabalho? Sam resolveu criar livros sobre jogos eletrônicos. Em 2017, o Bitmap Books ganhou vida e, desde então, preenche uma grande lacuna no seu dia a dia.


“Tudo começou em 1989, quando fui até a casa do meu tio e conheci o Commodore 64. Foi amor à primeira vista. Com o passar dos anos, esse amor se transformou em uma verdadeira afeição pela clássica pixel art”, disse Sam.

Por mais incrível que pareça, o que realmente cativou o jovem londrino foi a demora no carregamento dos jogos. Durante os minutos de espera, muitos títulos apresentavam telas estáticas com trilha sonora e obras de arte atraentes.

“Fiquei hipnotizado por essas imagens e achei incrível que esse computador de aparência séria pudesse produzir uma obra de arte tão impressionante e evocativa”, completou.



O pixel art começou a fazer parte da vida diária de Sam e foi com este intuito que ele resolveu fazer designer gráfico. Sua intenção inicial era trabalhar com games, mas nunca teve uma grande oportunidade. Foi então, que ele imaginou: criar um livro sobre sua paixão poderia dar significado a sua vida.

Produção

A brincadeira de fazer livros de videogame virou coisa séria. Para termos uma ideia, cada um deles leva cerca de 12 meses para ser produzido e conta com uma infinidade de freelancers. “No dia a dia, a Bitmap Books é administrada por mim, com o apoio de nosso gerente de mídia social, Greg, e minha esposa, que ajuda com a administração.”

Por ser uma empresa pequena, Sam acredita que o Bitmap Books consegue fazer o melhor trabalho possível, pois não sofre pressões comerciais no cumprimento de prazos, o que geralmente compromete a qualidade final do produto. E é o que podemos observar nos livros, que são minimamente detalhados, gigantes e coloridos.

Atualmente, a editora conta com 22 livros, que abrangem grande parte da história dos jogos eletrônicos, entre eles o “NEOGEO: A Visual History”, "Game Boy: The Box Art Collection" e o “SEGA® Master System: a visual compendium”.



Os livros são comercializados pelo site da editora e podem ser adquiridos em dois formatos, o físico e o digital. Tivemos a oportunidade de conferir alguns deles em PDF e podemos dizer que são muito bem feitos e com muita qualidade.

Por mais que o foco do trabalho esteja na parte gráfica dos jogos, existe muito conteúdo de qualidade, com informações sobre os games e até mesmo entrevistas com grandes nomes do passado.

Isto enriquece ainda mais o material produzido pela empresa. Cada livro chega a ter de 300 a 500 páginas, feitas em papel americano, o que aumenta ainda mais a sua qualidade.



Próximos passos

Sam disse que devido à pandemia muitos dos planos acabaram sendo paralisados, mas a intenção da empresa é de vender livros para todos os lugares do mundo, incluindo o nosso Brasil. Inclusive, o Bitmap voltou a comercializar livros dentro da Europa no início do mês de abril.

Até então, os livros feitos pela empresa possuiam como ponto de partida a pixel arte. O britânico está curioso para saber como ficarão as artes gráficas dos jogos mais recentes impressas no papel.

“Estou interessado em saber como as coisas vão funcionar quando entrarmos na era poligonal, com o N64 e o PlayStation”, ressaltou Sam.

E não pense que vai parar por aí. No futuro, existe a possibilidade de produzir livros em outras línguas, como o alemão, francês e espanhol. Quem sabe um dia nós não consigamos comprar um livro desses em Português?