Diablo 4 terá mundo aberto com muitas quests, PvP e personalização

3 min de leitura
Imagem de: Diablo 4 terá mundo aberto com muitas quests, PvP e personalização

Hoje (19), a Blizzard anunciou diversas novidades de Diablo IV durante a BlizzConline 2021, como a classe Renegada, que ganhou um trailer incrível. Após o fim da cerimônia de abertura, os desenvolvedores do jogo comentaram muitas informações, incluindo a confirmação de que será um mundo aberto e cheio de atividades.

De acordo com o time, haverá um mapa enorme que os jogadores poderão explorar, fazer quests específicas de cada classe com várias facções, limpar acampamentos corrompidos pelas forças sombrias para criar pontos de viagem rápida e outros recursos, como ferreiros e NPCs. O mundo estará em constante mudança com muito mais do que foi relatado; a ideia é sair das áreas conectadas e em grande maioria procedurais de Diablo 3 e ter uma experiência fluida e com aspectos mais modernos.

O Santuário de Diablo 4 será muito mais vertical, algo que trará um tempero especial para um gênero com câmera em perspectiva isométrica, já que os jogadores precisarão escalar paredes, pular em morros e muito mais. E, como é possível imaginar, um mundo aberto enorme requer montarias.

Na live, os produtores comentaram que os cavalos serão personalizáveis em aparência e velocidade e será possível até exibir troféus. Além disso, os ataques poderão ser feitos de cima da montaria, usando habilidades combinadas com a velocidade. Contudo, o cavalo não vai morrer; caso haja dano enquanto cavalga, ele apenas vai fugir.

Uma das coisas mais legais que foram comentadas na live é que, dependendo da área em que estiverem, as armas serão diferentes. Em Santuário há diversas regiões: se pegar uma espada em Kehjistan, ela será uma cimitarra; caso se compre uma espada em Scosglen, será uma lâmina com aspecto nórdico (já que fica ao norte do mapa). A mesma coisa acontecerá com armaduras.

Falando em armas, os jogadores poderão melhorá-las com atributos elementais, como gelo, ácido, veneno e sombras. Dependendo do estilo, cada habilidade especial será bem diferente: a chuva de flechas de gelo de Renegada é muito diferente da chuva de flechas de ácido, por exemplo. Combinar os golpes com outros jogadores será um dos pontos principais da jogabilidade (ou escolher melhor a build quando estiver jogando em single player).

Diablo 4 terá novos elementos de PvP

A equipe de Diablo 4 disse que haverá elementos de PvP no game. Enquanto estiver explorando áreas especiais de PvP (ou seja, será opcional), será possível coletar "fragmentos de ódio", um recurso importante que sairá de monstros, eventos e baús e que deve ser purificado para comprar equipamento, troféus e outras coisas. De acordo com os devs, enquanto os fragmentos de ódio não estiverem purificados, outros jogadores podem matar quem os carrega para pegar as recompensas.

A ideia é se aliar a outros gamers para limpar as áreas, mas é necessário ficar atento, pois matá-los também garante recompensas de fragmentos de ódio (além de roubar os deles). Contudo, usuários que atacarem outros terão a Maldição de Mephisto acumulada, o que poderá torná-los espíritos de ódio. Ao carregar essa condição, todos os usuários poderão vê-lo em um grande alcance do mapa como uma ameaça — ainda assim, conseguir fugir da área como um espírito de ódio garante ótimas recompensas.

Customização será grande parte de Diablo 4 e suas classes

Os desenvolvedores comentaram um pouco a customização visual e mecânica de Diablo 4. Entre elas, os jogadores poderão personalizar o visual dos personagens, desde cor e aparência das armaduras até tatuagens e detalhes corporais. E há também um nível mais profundo de gameplay nas mudanças.

Será possível se especializar em cada classe. Com uma Renegada, por exemplo, há três opções:

  • Shadow Realm: os jogadores usam a furtividade para atacar; em uma das habilidades, pode-se ir para o reino das sombras e ficar invisível aos inimigos, imune por 1 segundo e dar 50% mais de dano a todos os adversários.
  • Exploit Weakness: durante o combate, inimigos apresentarão ícones especiais sobre a cabeça; caso o jogador o ataque, conseguirá fazer golpes muito mais poderosos, mas isso requer um alto nível de habilidade.
  • Combo Points: a Renegada consegue usar habilidades especiais conforme ataca diversos inimigos, acumulando combos de pontos; segundo os desenvolvedores, é quase como um estilo de ritmo.

Completando tudo isso, os usuários poderão combinar as classes de forma fluida. Por exemplo: pode-se usar Shadow Realm em combate corpo a corpo, Exploit Weakness com armas híbridas ou Combo Points com armas de longo alcance, montando a classe da forma como acharem melhor.

Diablo 4 ainda não tem data de lançamento confirmada, mas chegará a PS4, Xbox One e PC.