Call of Duty: Warzone e Outriders terão suporte a DLSS, da Nvidia

1 min de leitura
Imagem de: Call of Duty: Warzone e Outriders terão suporte a DLSS, da Nvidia

Durante a CES 2021, a Nvidia realizou uma apresentação para comentar as novidades que está trazendo ao mercado em neste ano. Entre os jogos que terão tecnologias da companhia, temos Call of Duty: Warzone e Outriders com suporte a DLSS, Five Nights at Freddy's: Security Breach e F.I.S.T com suporte a Ray Tracing e DLSS.

No passado, a Activision já havia colocado Ray Tracing nos últimos Call of Duty, mas Warzone, o battle royale gratuito da empresa, anda não tinha suporte às funcionalidades das placas RTX, mas agora terá suporte ao DLSS, junto com Outriders e os demais games citados.

A

O que é DLSS e por que você deveria se importar?

Apesar de o Ray Tracing ser o recurso mais comentado da linha Geforce RTX (tanto a série 20 quanto a série 30), o DLSS é outra funcionalidade igualmente importante – se não mais. A tecnologia utiliza os Tensor Cores das GPUs para realizar uma reconstrução de imagem, formando resoluções maiores que a resolução nativa, mas economizando muita performance.

Em outras palavras: um jogo que não roda em 4K e 60 fps no seu computador pode rodar quando o DLSS está ativado, garantindo maior desempenho e, em muitas vezes, uma qualidade de imagem superior à resolução nativa.

Todos os jogos que ainda não chegaram ao mercado devem lançar com DLSS e Ray Tracing, mas o DLSS em Call of Duty: Warzone ainda não tem data de lançamento. Além disso, a Nvidia revelou a placa de vídeo GeForce RTX 3060 na CES 2021.

Call of Duty: Warzone e Outriders terão suporte a DLSS, da Nvidia