Cyberpunk 2077: CDPR desmente rumores de conteúdo cortado por executivos

1 min de leitura
Imagem de: Cyberpunk 2077: CDPR desmente rumores de conteúdo cortado por executivos
Avatar do autor

Cyberpunk 2077 continua se envolvendo em polêmicas e desta vez a CD Projekt Red desmentiu via Twitter o rumor de que executivos haviam mandado os desenvolvedores cortarem conteúdo da versão final do jogo.

O rumor foi publicado no começo da semana aqui no Voxel e falava sobre a postagem de um suposto desenvolvedor anônimo da CDPR no GameFAQs. A publicação dizia que a versão final de Cyberpunk 2077 deveria ter uma escala muito maior em termos de história, gameplay e até de design de mundo, mas foi capado a mando de executivos da CDPR para ser lançado ainda em 2020. Todavia, a desenvolvedora negou tais rumores:

"Normalmente não comentamos sobre rumores, mas desta vez queríamos fazer uma exceção, pois esta história simplesmente não é verdade", diz a publicação na rede social.

Hoje (06) mais cedo, o Voxel também publicou uma notícia sobre um modder que descobriu arquivos de dublagem para a relação amorosa entre Judy e a versão masculina de V — sendo que só é possível se relacionar com a personagem se V for do gênero feminino.

O fato levantou suspeitas do corte de conteúdo, visto que os arquivos estavam disponíveis dentro das pastas do próprio jogo na versão de PC. Mas em comunicado ao portal Eurogamer, a CDPR novamente desmentiu os rumores.

(Fonte: CD Projekt Red / Reprodução)(Fonte: CD Projekt Red / Reprodução)

Cyberpunk 2077 tem DLC gratuita prevista para o começo deste ano e está disponível para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S, Google Stadia e PC.

Fontes

Cyberpunk 2077: CDPR desmente rumores de conteúdo cortado por executivos