Príncipe da Arábia Saudita se torna acionista majoritário da SNK

1 min de leitura
Imagem de: Príncipe da Arábia Saudita se torna acionista majoritário da SNK
Avatar do autor

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita se tornou acionista majoritário da histórica desenvolvedora de jogos de luta, SNK. A instituição de caridade sem fins lucrativos ligada ao príncipe Mohammed bin Salman assumirá o controle da empresa.

A instituição investiu cerca de 813 milhões de riais sauditas (US $ 223 milhões) na SNK, o que lhe dá uma participação de 33,3% na empresa, avaliada em US $ 669 milhões. O investimento em si foi intermediado por uma subsidiária integral, a Electronic Games Development Company. O acordo estipula que a fundação vai comprar mais 17,7% das ações da SNK no futuro, garantindo assim 51% do capital da empresa.

O principal objetivo do príncipe saudita é investir em iniciativas que ajudem a "cultivar e estimular o aprendizado e a liderança dos jovens para um futuro melhor na Arábia Saudita".

A SNK é uma desenvolvedora de jogos de arcade japonesa, conhecida por clássicos como The King of Fighters, Metal Slug e o mais recente Samurai Shodown. A empresa também é conhecida por criar o icônico Neo Geo, mas faliu em 2001, época que o console foi descontinuado.

A empresa foi adquirida pela Playmore Corporation em 2001, tornando-se SNK Playmore. Ela foi comprada novamente em 2015 por investidores chineses e pela 37Games (desenvolvedora de jogos mobile) por US $ 63,5 milhões, fazendo com que o nome voltasse a ser SNK novamente.

(Fonte: VEJA / Reprodução)Mohammed bin Salman (Fonte: VEJA / Reprodução)

Por outro lado, Mohammed bin Salman foi acusado de diversas violações dos direitos humanos, incluindo o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, do jornal americano Washington Post, além de execuções em massa e o atropelo dos direitos LGBTQIA+.

Príncipe da Arábia Saudita se torna acionista majoritário da SNK