Jogos da Nintendo ganham capas no melhor estilo Pulp Fiction

1 min de leitura
Imagem de: Jogos da Nintendo ganham capas no melhor estilo Pulp Fiction
Avatar do autor

A Nintendo, nos anos 80 e 90, trouxe diversos jogos cujas capas se tornaram icônicas pelas suas artes. Em cima desse conceito, o ilustrador Astor Alexander resolveu criar novas ilustrações, no estilo Pulp Fiction, para alguns clássicos da empresa, como Metroid, Zelda e, claro Mario Bros, transformando-os em livros em cima do que o enredo original apresenta.

O trabalho de Astor imaginou, por exemplo, o game Metroid como um conto envolvendo uma astronauta muito sensual, e Super Mario Bros. como uma trama onde Mario é uma espécie de policial em busca de uma mulher sequestrada - no caso a princesa Peach.

Mario virou uma espécie de policial na busca de uma donzela raptadaMario virou uma espécie de policial na busca de uma donzela raptadaFonte:  DualShockers 

As artes, além de mexerem com o imaginários dos jogadores, também mostram o talento do ilustrador. Astor é famoso por criar essa reproduções onde imagina capa de livros em cima de jogos famosos. O mesmo já tinha ficado famoso com capas recriando a franquia The Witcher como uma trama de detetives no melhor estilo Sherlock Holmes.

Confira um pouco do trabalho de Astor Alexander:

Metroid na ilustração de Astor AlexanderMetroid na ilustração de Astor AlexanderFonte:  DualShockers 

Super Smash Bros.Super Smash Bros.Fonte:  DualShockers 

The Legend of Zelda: Twilight PrincessThe Legend of Zelda: Twilight PrincessFonte:  DualShockers 

Burial at Sea de Bioshock InfiniteBurial at Sea de Bioshock InfiniteFonte:  DualShockers 




Jogos da Nintendo ganham capas no melhor estilo Pulp Fiction