Pandemia faz consumo de jogos disparar e mercado procura profissionais

1 min de leitura
Imagem de: Pandemia faz consumo de jogos disparar e mercado procura profissionais
Avatar do autor

O mercado de jogos foi um dos que mais cresceu durante a Pandemia. Com as restrições impostas por conta da COVID-19, muitos recorreram aos PCs e videogames como uma alternativa de entretenimento. Por conta disso, devido a demanda dessas empresas, procura-se profissionais capacitados para atuar na área de desenvolvedores, designers e analistas de e-commerce

Dados desse setor apontam para um grande aumento no período de reclusão. Na Nuuvem, maior plataforma brasileira de venda digital de jogos para PC, o crescimento das vendas passou de 150% em relação a 2019. Vale lembrar que esses números devem aumentar na próxima semana, quando será realizada a Black Friday.

Mercado de Jogos cresceu durante a pandemia da COVID-19Mercado de Jogos cresceu durante a pandemia da COVID-19Fonte:  Epic Games 

A Sony, dona da marca PlayStation, informou um crescimento de 83% em relação ao mesmo período em 2019, quando 49,8 milhões de unidades foram para as ruas. Em 2020, 91 milhões de cópias de jogos foram vendidos, com 74% das vendas feitas de forma digital por conta da das restrições causadas pelo novo coronavírus.

Já na Microsoft, a divisão de games reportou um crescimento de 64% na comparação entre o segundo trimestre de 2020 e o mesmo período de 2019, um crescimento que passa US$ 1,2 bilhão no faturamento.

Xbox Series S/X foram lançados recentemente no BrasilXbox Series S/X foram lançados recentemente no BrasilFonte:  News Xbox 

Por conta desse aumento, a busca por profissionais qualificados se intensificou. A Nuuvem, por exemplo, já aumentou a equipe em mais de 20% neste ano e continua com vagas abertas para posições de desenvolvedores, designers e analistas de e-commerce. Já a Wildlife Studios, produtora brasileira com mais de 70 jogos lançados e 2 bilhões de downloads, mais de 350 profissionais foram contratados este ano, com a expectativa de pelo menos mais 200 contratações até o fim de 2020.

Pandemia faz consumo de jogos disparar e mercado procura profissionais