Sackboy: A Big Adventure: realmente uma grande aventura

5 min de leitura
Imagem de: Sackboy: A Big Adventure: realmente uma grande aventura
Imagem: Voxel
Avatar do autor

A marca Playstation já teve muitas mascotes, até mesmo Crash, que hoje dá as caras até na Carreta Furacão, já foi uma exclusiva da plataforma. O tempo passou e muitas outras foram surgindo e ganharam o título de mascote da Sony, mas hoje os personagens que mais se remetem à marca são Astro e Sackboy — os dois já chegaram a nova geração de consoles. Melhor ainda, agora Sackboy está em um game que leva seu próprio nome, com um estilo diferente daquilo que víamos em Little Big Planet.

Então, nesta análise vocês vão conhecer melhor Sackboy: Uma Grande Aventura.

Onde tudo começou

sackboy

O protagonista da nossa história surgiu lá em 2008 no game Little Big Planet, para quem não conhece, vamos relembrar rapidamente. O game permitia ao jogador modificar o cenário e criar as próprias regras, usando os materiais encontrados no mundo virtual e as habilidades dos personagens.

Os mundo criados podiam ser compartilhados com outros usuários. Mas esqueçam tudo o que vocês sabem de Little Big Planet, pois nosso pequeno Sackboy cresceu e agora comanda a própria história.

Assim como o próprio nome já diz, Sackboy é realmente uma grande aventura, um título que lembra muitos games, como Crash Bandicoot, Rayman e outros adventures por aí. Assim como esses que eu usei de exemplo, ele também conta com um protagonista extremamente carismático e que dá o nome ao game. Qualquer semelhança não é mera coincidência, pois Sackboy parece realmente se inspirar nesses jogos para criar uma narrativa que, apesar de ter uma pegada infantil, vai divertir os adultos também com certeza.

História

Mas o que acontece em Sackboy? Bem, "senta que lá vem história". Tudo começa quando o vilão Vex (simplesmente um ser feito de caos e medo) sequestra os amigos de Sackboy e os força a construir um Conversor — um dispositivo diabólico e mortal que vai transformar o Artemundo, uma terra fantástica de pura imaginação e sonhos, em um lugar feio e desolado.

sackboy

Porém, ainda existe esperança, pois há uma profecia sobre uma antiga ordem de guerreiros conhecida como Cavaleiros Tricotados, que são os lendários defensores do Artemundo que podem salvar o mundo. E é aí que nosso amiguinho entra, Sackboy vai percorrer diversos mundos a fim de se tornar um Cavaleiro tricotado e finalmente pôr fim aos planos malignos de Vex.

Jogando com amigos

Sackboy pode ser jogado sozinho ou com amigos em coop, mas por enquanto só em coop local, já que o modo multiplayer online ainda não está disponível. Entretanto, Ned Waterhouse, diretor de design da Sumo Digital, afirmou na última semana que: “A equipe tem trabalhado muito para garantir que o jogo online seja a melhor experiência possível para os jogadores e só precisava de um pouco mais de tempo para aprimorar essa experiência”. Como infelizmente não temos dois dualsenses, não conseguimos testar a funcionalidade do coop, mas podemos fazer esse teste em uma live futuramente se vocês acharem interessante.

sackboy

Apesar de não ser necessário jogar o game em coop, existem algumas fases especiais que exigem dois jogadores ou mais para acessar e, antes que vocês perguntem, existem sim troféus que só são possíveis de conseguir no modo multiplayer.

O Artemundo é uma viagem incrível

Bem, tirando o fato de o game te obrigar a jogar com outra pessoa, Sackboy brilha em vários outros momentos, são mais de 50 fases espalhadas pelos 5 mundos temáticos do game. Na verdade, são mais de 50, pois não estou contando as fases secretas, cooperativas e de desafios, então conteúdo é o que não falta.

Você pode até imaginar, poxa mais de 50 fases, elas devem ficar repetitivas em algum momento, bem, todas as fases contam com as mesmas missões: coletar todas as peças de roupas, fazer determinada pontuação e passar sem morrer estão entre essas atividades, mas a diversidade de estilos de gameplay oferecidas faz com que o jogador sinta que está jogando algo diferente cada vez que visita uma nova fase. Existem fases mais no estilo plataforma, outras de exploração 3D e aquelas nas quais você deve "correr mais rápido do que a tela". Enfim, deu para entender, certo?

sackboy

É claro que também temos boas batalhas com chefes. Não são nada assim marcante, mas são divertidas. A cereja mesmo desse bolo está na trilha sonora: Sackboy: Uma Grande Aventura conta com uma playlist maravilhosa que casa perfeitamente com o que você está vendo na tela. Inclusive, tem música brasileira na parada hein e uma outra fase que conta com o acompanhamento de “Move your Feet” de Junior Senior, que ficou bem conhecida aqui no Brasil por causa do filme As Branquelas.

Algumas fases inclusive acompanham exatamente o ritmo da música que está tocando, dando uma boa empolgada na hora de jogar.

Personalizando seu Sackboy

Se música não for muito a sua praia, você pode passar na loja do Zom Zom e gastar boas horas indo nas fases e voltando delas para pegar todas as peças de roupas disponíveis, tem muita coisa para o jogador ficar bastante tempo personalizando seu Sackboy, existem inclusive peças de roupas de personagens conhecidos.

O mais legal é que você não precisa usar os sets completos das roupas, podemos pegar partes de uma e usar em outra, criando um estilo totalmente diferente para o personagem, além de adicionar emotes também.

sackboy

As roupinhas aproveitam bastante o poder gráfico do PS5, contando com belos detalhes. E já que toquei no assunto, o visual todo do game é lindíssimo, com cores bem vibrantes que combinam muito com o perfil do game. Pena que algumas delas, como a capa do “Luchador”, parecem estar meio bugadinhas, pois tem algumas animações meio esquisitas (não que atrapalhe em alguma coisa, mas é estranho ver as animações meio bizarras).

Vale a pena?

Sackboy: Uma grande aventura é um game divertidíssimo que chega ao Playstation 5 como um daqueles títulos que não parecem grandes coisas, mas que oferecem uma jogatina muito gostosa e nos fazem querer correr atrás da platina.

Quer saber outro ponto positivo muito legal? A dublagem. O Trabalho de voz do game está impecável. Cada personagem que você escuta parece estar colocando emoção em cada frase, em cada ponto. Isso sem contar que o vilão Vex é dublado por Mário Jorge Andrade, que empresta sua voz para o ator Eddie Murphy e para personagens icônicos, como o Burro dos filmes do Shrek e o dragão Mushu de Mulan.

sackboy

À primeira vista ele pode parecer um jogo apenas para crianças, é claro que toda essa pegada colorida e com personagens fofinhos deixam isso óbvio, mas o game pode até oferecer um desafio interessante caso você queira terminá-lo 100%, com fases que podem até ser bem complicadinhas. Não chega a ser difícil como Crash 4, por exemplo, mas tem seus momentos.

Inclusive, quem gostou do game do marsupial com certeza vai gostar da grande aventura de Sackboy. E digo mais: quem garantir o PS5 e gostar de Astro’s Playroom, ficando com aquele gostinho de quero mais (já que o game do robozinho é bem curto), deve sim jogar Sackboy, pois até agora é um dos melhores games para o PS5 que joguei, principalmente quando você quer jogar algo para desestressar das frustrantes tentativas de zerar Demon’s Souls, que foi lançado junto.

Nota: 90

"Sackboy, até agora, é um dos melhores games para o PS5, pois tem tudo que um ótimo game de aventura deve ter"

Fontes

Sackboy: A Big Adventure: realmente uma grande aventura