CEO da CyberConnect 2 comenta sobre possíveis remasterizações de .hack

1 min de leitura
Imagem de: CEO da CyberConnect 2 comenta sobre possíveis remasterizações de .hack
Imagem: https://www.playstationlifestyle.net/2017/11/07/hackg-u-last-recode-review-playstation-lifestyle/

Durante um vídeo de perguntas e respostas transmitido no canal oficial da CyberConnect2 do YouTube, o CEO do estúdio, Hiroshi Matsuyama, comentou algumas dúvidas de fãs, que questionaram sobre a possibilidade de trazer novos games da popular franquia .hack para a atual ou nova geração de consoles.

Até o momento, a única entrada da franquia no PS4 foi .hack//G.U. Last Recode, lançado em 2017, que surgiu como obra comemorativa de 15 anos de existência da saga nos games e trouxe os originais Rebirth, Reminisce e Redemption remasterizados, além de um episódio inédito, Reconnection. Porém, os fãs ainda aguardam notícias sobre novos games da saga ou de remasterizações dos quatro primeiros (Infection, Mutation, Outbreak, Quarantine), lançados para o PS2.

Segundo Matsuyama, a principal barreira para o desenvolvimento de novos games .hack seria a própria Bandai Namco, que ainda vê, em Last Recode, muito potencial para dar continuidade ao sucesso que atingiu em terras orientais. O CEO da CyberConnect2 revelou que a ideia da publisher é investir no game e fazer render ainda mais jogadores e lucro.

Desde 2017, pouco se ouve sobre .hack nos games. Excetuando uma colaboração em Tales of the Rays, em setembro deste ano, nada de muita relevância foi comentado sobre o retorno do RPG aos consoles, e possivelmente ainda deve passar um tempo encostado.

Atualmente, a CyberConnect 2 trabalha com o suporte a mais conteúdos de Dragon Ball Z: Kakarot, assim como no desenvolvimento de um título de Kimetsu no Yaiba (Demon Slayer) para o PlayStation 4.

CEO da CyberConnect 2 comenta sobre possíveis remasterizações de .hack