Depois de filtro por ping, PUBG pode ter matchmaking travado por região

1 min de leitura
Imagem de: Depois de filtro por ping, PUBG pode ter matchmaking travado por região

Em uma tentativa de manter o clima de Playerunkown's Battlegrounds mais localizado e, de certa forma, sob controle, os desenvolvedores colocaram recentemente um sistema de matchmaking que filtra os usuários pelo ping. Isso acabou causando, segundo a PUBG Corp., um "clima de jogo desconfortável", o que levou a empresa a considerar agora uma trava por região na organização das partidas.

No entanto, os desenvolvedores estão querendo fazer uma exceção para não proibir que amigos fiquem impossibilitados de jogar: caso você e outra pessoa estejam em regiões diferentes, ainda será possível jogar juntos, bastando criar um grupo. Isso deixa claro que a trava serviria mais para grupos em que todos os integrantes estão no mesmo país ou para jogos solo em Playerunknown's Battlegrounds.

A informação foi colocada no portal Naver do PUBG (em coreano), mas foi reportada também por usuários no Reddit. Há uma crescente preocupação dos usuários com a situação de cheaters no game, algo que está inclusive impactando o ritmo de atualizações, visto que a PUBG Corp. está trabalhando para tentar conter a epidemia de jogadores fazendo uso de algum tipo de software ilegal para obter vantagens nas partidas.

A trava por região, por sua vez, tem sido um pedido cada vez mais sonoro da comunidade, que está pedindo que a companhia tome providências urgentes, já que algumas regiões específicas são bastante conhecidas justamente pela alta quantidade de cheaters. O problema é que esse mesmo pedido vem, muitas vezes, acompanhado de comentários xenofóbicos, o que acaba por tornar questionável a validade do pedido.

PUBG deve receber um novo mapa em breve de acordo com o planejamento para 2018 dos desenvolvedores, além de melhorias nos servidores e atualizações que devem chegar a cada dois meses.

Depois de filtro por ping, PUBG pode ter matchmaking travado por região