Capcom explica por que Monster Hunter World exige uma CPU poderosa no PC

1 min de leitura
Imagem de: Capcom explica por que Monster Hunter World exige uma CPU poderosa no PC
Avatar do autor

Programado para chegar ao PC no dia 9 de agosto, Monster Hunter World é um game que promete usar bastante de sua CPU para rodar de maneira adequada. Segundo a Capcom, isso decorre do fato de que vários sistemas e atributos estão sendo calculados pelo processador em conjunto com as tarefas que são responsabilidade da GPU.

Monster Hunter World

“Para eliminar o carregamento durante o gameplay ativo, MHW carrega o nível inteiro na memória. Além de gerenciar os recursos da memória, ele registra as interações entre monstros, status de energia, mudanças de objetos/ambientes, gerencia o campo de visão e a escolha de objetos, e toneladas de outras telemetrias em segundo plano que você não vê e exigem ciclos de CPU. Isso além de suportar quaisquer tarefas de renderização de GPU”, explicou o vice-presidente de plataformas digitais e marketing William Yagi-Bacon.

Segundo Yagi-Bacon, a engine de Monster Hunter World faz um bom trabalho em distribuir essas tarefas entre múltiplos núcleos, sendo otimizada para trabalhar bem com a plataforma X86 independentemente da plataforma. Testes feitos pela PC Gamer mostram que, em sua versão Beta, o game está bastante exigente e tem algumas dificuldades em rodar a 60 quadros constantes, mesmo na resolução 1080p — algo que se espera que seja corrigido pela Capcom antes do lançamento oficial.

Capcom explica por que Monster Hunter World exige uma CPU poderosa no PC