Capcom estava com medo ao revelar trailer do remake de Resident Evil 2

1 min de leitura
Imagem de: Capcom estava com medo ao revelar trailer do remake de Resident Evil 2

Resident Evil 2 foi um dos grandes títulos da E3 2018, ganhando elogios de novos e antigos fãs da franquia da Capcom. Desde então, várias pessoas que tiveram acesso ao game apenas conseguiram elogiá-lo, mostrando que a empresa parece ter acertado em cheio na hora de refazer o clássico game do PS1. Só que agora os desenvolvedores do jogo revelaram que a Capcom estava bastante receosa em relação a como seria a resposta do público ao primeiro trailer.

Em entrevista ao site Gamesindustry, o COO da Capcom Stuart Turner revelou que havia certa apreensão por parte da empresa já que algumas mudanças foram feitas em relação ao game original que poderiam não agradar a fãs mais fervorosos.

"Nós tentamos criar um jogo que agradasse todo mundo. Só que para aqueles que queriam os comandos idênticos do original e câmeras fixas, será que podemos fazer isso? Só que o mundo mudou e aqueles jogadores também. E se nós usassemos essas mecânicas antigas, esses fãs que reclamariam jogassem e decidissem que não era aquilo que queriam?", comentou Turner.

O diretor de marketing Antoine Molant disse que essa era uma dúvida que ficava na cabeça dos desenvolvedores, mesmo porque todos já acreditavam estar com um bom jogo em mãos, mas essa questão dos controles e câmera era algo que eles não sabiam qual seria a resposta dos fãs.

 

No final, essas mudanças parecem ter dado certo e seguir a filosofia atual da Capcom em relação à aceitação dos seus jogos. Na entrevista, Turner comentou que apesar de precisar responder a acionistas, existe um certo cuidado para que as escolhas artísticas dos desenvolvedores seja respeitada.

Ele compara o lançamento de Resident Evil 6 e Resident Evil 7. O primeiro teve boas vendas, mas foi massacrado pela crítica e criou uma ruptura na base de fãs que fez com que a empresa repensasse os rumos da franquia. Já Resident Evil 7 vendeu bem, mas não teve números absurdos, porém foi um sucesso de crítica e revitalizou a série perante o público geral.

"Conseguir boa aceitação da crítica conta tanto para a Capcom quanto vender milhões e milhões de cópias. Nós preferimos que um jogo receba um 9 e venda menos, do que conseguir uma nota 6 e vender mais", disse Turner. Uma filosofia bem interessante.

Capcom estava com medo ao revelar trailer do remake de Resident Evil 2