Tencent remove Monster Hunter World da plataforma WeGame na China

1 min de leitura
Imagem de: Tencent remove Monster Hunter World da plataforma WeGame na China
Avatar do autor

Pouco após seu lançamento no PC, Monster Hunter World está passando por alguns problemas na China. Autoridades locais pediram que a Tencent removesse o título do catálogo da loja WePlay, afirmando ter recebido “diversas reclamações” não detalhadas que resultam na revogação de sua licença de venda no país.

Monster Hunter World

Enquanto o motivo para a remoção não é conhecido, alguns especulam que a decisão tem a ver com a maneira como o título retrata corpos mortos. A remoção é um golpe especialmente grande para a Tencent, que viu no lançamento da Capcom o primeiro título de renome lançado ao mesmo tempo no WeGame e no Steam.

Tencent é a principal afetada

A expectativa é que mais de um milhão de pessoas tenha sido afetada pela remoção — esse é o número de pré-vendas de Monster Hunter World havia tido na plataforma chinesa. “O mercado de games é de grande preocupação para a Tencent porque jogos são os mais vulneráveis ao estreitamento de políticas de conteúdo online”, afirma o analista Chenuy Chui, do ISH Markit.

Monster Hunter World

Quem comprou o jogo da Capcom no WeGame tem até o dia 20 de agosto para pedir um reembolso, mas também há a chance de mantê-lo na biblioteca — sem a garantia de que ele permaneça jogável. Essa não é a primeira vez que um título de grande porte é bloqueado no país: em 2009, o governo barrou as vendas de World of Warcraft: Wrath of the Lich King até que a Blizzard realizasse mudanças na maneira como retratava esqueletos.

Tencent remove Monster Hunter World da plataforma WeGame na China