Jogadores e times estão desapontados com fim da liga de eSports de HotS

1 min de leitura
Imagem de: Jogadores e times estão desapontados com fim da liga de eSports de HotS
Avatar do autor

A decisão da Blizzard de reduzir a equipe dedicadaHeroes of the Storm afetou tanto as pessoas que se dedicavam ao game casualmente quanto quem investia profissionalmente no MOBA. O anúncio de que os planos de eSports relacionados ao game foram encerrados deixaram muitos jogadores e times decepcionados e surpresos com a maneira como a Blizzard conduziu a situação.

Heroes of the Storm

“Trabalhar duramente 6 meses com novos companheiros fantásticos para essa droga. Silêncio por semanas. Eu mandei múltiplos emails e o que recebi é que eles estavam finalizando os detalhes”, afirmou o jogador Lauber no Twitter. Quem também está decepcionado é o jogador Cris, cuja equipe ganhou o The Crucible, competição amadora que garantiu uma vaga para a liga profissional do MOBA — que foi cancelada pela Blizzard.

Decisão sem aviso prévio

“É uma besteira total”, afirmou o técnico Kala em um vídeo. “É tão horrível. Há muitos times e jogadores que colocaram seus corações e almas no game e desenvolveram rotinas ao redor desse jogo — digo, eu mesmo incluso, isso sem falar dos times que trabalharam o ano todo no Crucible para ter a oportunidade de jogar na HGC, conseguir novos patrocinadores e agora, do nada, tudo é retirado debaixo deles?”.

Kala afirma que, anteriormente, a Blizzard havia garantido que o HGC ia continuar em 2019 com investimentos semelhantes aos dos anos anteriores. A decisão da desenvolvedora gerou uma série de especulações, que vão de uma maior influência da Activision sobre ela (com a pressão para diminuir gastos) até a decisão do novo presidente J. Allen Brack de diminuir investimentos em eSports.

Jogadores e times estão desapontados com fim da liga de eSports de HotS