Falta de Battle Royale prejudicou vendas de Battlefield V, afirma EA

1 min de leitura
Imagem de: Falta de Battle Royale prejudicou vendas de Battlefield V, afirma EA
Avatar do autor

Durante sua mais recente reunião com acionistas para relatar seus resultados financeiros, a Electronic Arts revelou que Battlefield V não conseguiu superar suas expectativas de vendas. Entre os elementos apontados pela publicadora como problemas está a falta de um modo Battle Royale, que só deve chegar ao título em uma atualização prevista para março.

battlefield V

O CFO da publicadora, Blake Jorgensen, também afirmou aos investidores que a decisão de adiar o lançamento do game fez com que ele acabasse entrando em uma janela de lançamento mais competitiva. Como resultado, o título vendeu 7,3 milhões de cópias, 1 milhão a menos do que o esperado para o terceiro trimestre fiscal.

Base de fãs fiel

O CEO Andrew Wilson também afirmou que a decisão de atrasar o desenvolvimento para priorizar o single player em vez do multiplayer trouxe consequências negativas para as vendas do título. No entanto, a EA assegura que Battlefield V tem aproximadamente 4 milhões de jogadores ativos, enquanto Battlefield 4 mantém uma base de 2 milhões de usuários mesmo quase 5 anos após seu lançamento — Battlefield 1 tem um público médio equivalente ao game mais recente.

Para o futuro, a publicadora acredita que Battlefield V ainda tem o potencial de conquistar um público maior, especialmente após a chegada de Firestorm, seu modo Battle Royale. Para a empresa, modos do tipo estão especialmente fortes no momento atual, e a decisão de não trazer algo no lançamento acabou desacelerando o “momentum” do jogo.

Falta de Battle Royale prejudicou vendas de Battlefield V, afirma EA