League of Legends remove animação que podia causar ataques epiléticos

1 min de leitura
Imagem de: League of Legends remove animação que podia causar ataques epiléticos
Avatar do autor

Enquanto já se tornou comum que games apresentem avisos que alertam sobre a possibilidade de eles causarem crises em pessoas fotossensíveis, a Riot Games se viu forçada a remover uma animação de League of Legends por conta disso. Em um comunicado, um dos designers responsáveis se desculpou a afirmou que não possuía o tempo ou os recursos necessários para permitir que os jogadores desligassem o novo efeito.

“Levamos a epilepsia fotossensível extremamente a sério. No espírito de ser abundantemente cautelosos, vamos desligar todos os finalizadores assim que possível ainda hoje”, afirmou a companhia em um comunicado enviado ao Kotaku. “Se e quando trouxemos os finalizadores de volta, vamos garantir que os jogadores têm a opção de desligá-los por conta própria”.

A produtora de League of Legends também afirmou que vai manter contato com os jogadores que relataram crises para entender exatamente o que as motivou. As animações foram incluídas no jogo como parte do evento Mid-Season Trials e incluem diversos efeitos que podem afetar quem tem questões de fotossensibilidade.

Riot não acreditava que podia causar algum mal

O designer Justin ‘Xenogenic” Hanson assumiu a responsabilidade pelo problema e afirmou que, durante o desenvolvimento, a equipe da Riot decidiu que era melhor lançar as animações o quanto antes do que adiá-las. “Nós sabíamos que haveria um nível de frustração e risco com isso. Então, novamente, peço desculpas por tornar League of Legends menos divertido para vocês enquanto isso”.

League of Legends

Segundo a Riot, o risco mencionado pelo desenvolvedor não estava relacionado à possibilidade de a novidade resultar em ataques epiléticos. A desenvolvedora acreditava que muitos jogadores podiam achar os finalizadores muito distrativos e ela não imaginava que eles tinham o potencial de causar o mal para seu público.

League of Legends remove animação que podia causar ataques epiléticos