Coronavírus: Nintendo of America interrompe operações e cede home office

1 min de leitura
Imagem de: Coronavírus: Nintendo of America interrompe operações e cede home office

Horas depois de a Sony e a Bungie encerrarem temporariamente as atividades de alguns de seus escritórios estabelecidos na Europa e América do Norte devido à possibilidade de contágio de coronavírus, a Nintendo of America, empresa sediada em Redmond, Washington, e com um escritório âncora na Califórnia, decidiu tomar medidas semelhantes a de seus concorrentes e paralisou, por tempo indeterminado, o funcionamento de suas operações nas sedes norte-americanas.

Sede da Nintendo of America em Redmond, Washington. Fonte: Nintendo of America/Reprodução)

Em comunicado oficial, a empresa respondeu a equipe do Kotaku em uma matéria publicada na manhã desta sexta-feira, dia 6. Veja abaixo a nota na íntegra.

"A Nintendo of America tomou a medida de precaução para permitir que os funcionários da NoA nos estados da Califórnia e Washington tenham a oportunidade de trabalhar em casa. A segurança e o bem-estar de nossos funcionários são nossa principal prioridade. Continuamos monitorando de perto os desenvolvimentos do Covid-19 e compartilhando nossas preocupações e apoio às pessoas afetadas pelo surto do Covid-19."

Sobre o coronavírus em Redmond

Recentemente, a cidade de Redmond, onde está sediado o quartel-general da Nintendo of America, vem registrando altas nos números de infectados e casos confirmados de coronavírus, com mais de 20 cidadãos apresentando sintomas de contágio. O surto fez com que a prefeitura local criasse, em seu site oficial, um guia informativo sobre o Covid-19, onde podem encontrar-se recomendações e sugestões para evitar o surgimento da doença e sua consequente disseminação.

"No momento, estamos recomendando que pessoas com mais de 60 anos de idade, e pessoas com considerações de saúde subjacentes, como doenças cardíacas, doenças pulmonares, diabetes ou sistemas imunológicos comprometidos, considerem evitar grandes grupos".

Coronavírus: Nintendo of America interrompe operações e cede home office