EA Games encoraja empregados a relatarem casos de abuso

1 min de leitura
Imagem de: EA Games encoraja empregados a relatarem casos de abuso
Imagem: Facebook/Reprodução
Avatar do autor

A Electronic Arts emitiu na última segunda-feira (29) um comunicado encorajando funcionários e membros da comunidade a relatarem qualquer caso de abuso. A iniciativa veio após a revelação de supostos episódios similares na indústria de games — dentre eles os que levaram ao afastamento dos vice-presidentes da Ubisoft. Dessa forma, a companhia demonstra apoio para pessoas que tenham sofrido algum tipo de assédio ou má conduta sexual.

"Nos últimos dias, temos visto e escutado histórias perturbadoras sobre assédio sexual, abusos e má conduta em nossa indústria. Nós queremos ser bem claros em nosso posicionamento: esses comportamentos não são aceitáveis — nem em nossa comunidade nem em nenhuma outra", disse a empresa.

"A Electronic Arts dará suporte a todos que reportarem abusos. Pedimos para você, que teve a experiência de sofrer qualquer tipo de assédio sexual ou má conduta em nossa comunidade, que entre em contato conosco. Levaremos a sério todas as denúncias e as investigaremos. Estamos profundamente comprometidos em garantir que haja espaço seguro para que as pessoas avancem e tomem as ações corretas em nome de nossa comunidade", adicionou.

Novas estratégias empresariais

A companhia ainda orientou a comunicação dos casos em duas vias. Caso quem presenciou um episódio faça parte do quadro de funcionários, deve procurar o gerente ou líder da People Experience [dimensão da Cultura Organizacional e da estratégia de empresas, responsável pela EA]. Há ainda a opção de fazer uma denúncia anônima através do programa Raise a Concern.

Se a pessoa não for funcionária, mas constatou conteúdo nocivo, ofensivo, difamatório, obsceno, assediador, ameaçador, odioso, degradante, intimidador ou discriminatório, a companhia indicou recursos disponíveis em uma página do site e em diversas plataformas.

"Não defenderemos esse comportamento, e isso está descrito na Declaração Global de Direitos Humanos, nos Códigos de Conduta Competitiva da EA para Jogos (EA Sports FIFA Global Series; Madden NFL Championship Series; regras da Apex Legends) e em nossa Diretriz de Jogos Positivos [anunciada em 17 de junho]. Fazer parte de uma comunidade de jogos, sendo você funcionário, criador, jogador ou qualquer outra pessoa, deve ser uma experiência positiva, divertida, justa, inclusiva e, o mais importante, segura. Isso faz parte do nosso compromisso com o jogo positivo, e pretendemos continuar atuando nisso", finalizou o comunicado.

EA Games encoraja empregados a relatarem casos de abuso