Exercitar partes específicas do corpo é importante por uma série de motivos. Se você é esportista, algumas modalidades exigem bastante dos membros superiores; já se você trabalha com computadores, também precisa ter atenção com mãos, punhos, antebraço, braço e ombros para prevenir lesões por esforço repetitivo.

A Powerball é uma esfera com um giroscópio que promete fortalecer os membros superiores. De acordo com os fabricantes, exercícios de giro são comprovadamente eficientes na prevenção e eliminação de lesões do túnel do carpo, artrite, tendinite e outras causadas por repetição de movimentos. Confira agora a nossa análise do modelo Sports Pro Gyro, da Dynaflex Sports & Fitness.

O pacote

A bola é leve, pesando pouco menos de 500 gramas, portanto, pode ser levada com relativa tranquilidade em uma bolsa, mochila e até mesmo em alguns bolsos. Mas não se deixe enganar pelo tamanho, pois esta Powerball pode alcançar até 13 mil RPM e torque de até 13 quilos.

Este modelo específico vem com um dock que utiliza duas pilhas de tamanho AA para “dar a partida” na bola e começar o exercício. Também está incluído um CD de treinamento com vídeos que explicam o funcionamento da Powerball Sports Pro Gyro.

DFX Sports Pro Gyro com dock. (Fonte da imagem: Dynaflex)

O impulso inicial

A Powerball precisa de um “empurrão” para que você comece o exercício, e há diferentes maneiras para isso. A mais fácil é utilizar a estação. Depois de colocar duas pilhas AA no dock, basta alinhar o giroscópio na base, seguindo um sulco no centro do rotor, o qual deve estar alinhado com a roda do suporte.

Então, é necessário apertar o botão da base por cerca de 10 segundos. O rotor é acionado, e você deve pegar a bola devagar para começar. Sem dúvidas, a utilização da estação é a maneira mais fácil para obter o primeiro impulso.

No entanto, como o dock é um acessório opcional, nem sempre ele é adquirido com a Powerball, muito menos está sempre por perto. Por isso, uma maneira mais portátil para começar é utilizar uma cordinha que vem com o produto. Basta colocar uma ponta no buraco do rotor, enrolar por uma volta completa e puxá-la rapidamente. Este método não gera tanta velocidade quanto o dock, mas pode ser dominado após poucas tentativas.

É possível ainda iniciar o exercício sem nenhum equipamento, utilizando somente a mão. Você pode utilizar a palma ou o polegar para girar o rotor, atentando para não aplicar muita pressão, sob risco de danificá-lo. Ambos os métodos com a mão são eficientes, mas um pouco difíceis de ser dominados.

O exercício

Você sente o movimento do rotor e ouve com clareza o barulho que ele faz. É neste momento que você passa a controlar o exercício, fazendo movimentos para os lados. Quanto mais rápidos, mais resistência você sente.

O segredo da Powerball é um giroscópio dentro de uma esfera externa, sendo que é você quem controla a velocidade do giro. Ele não usa nenhum tipo de energia a não ser os movimentos do seu braço. A sacada é que você precisa ter firmeza e coordenação para manter o giroscópio ativo.

É possível perceber o trabalho do braço inteiro em poucos segundos. Se você é daqueles atletas de fim de semana, com certeza vai precisar dosar bem a força, pois poucos segundos são suficientes para deixá-lo com o braço pesado e até com um pouquinho de dor.

Trocar de mão e parar

É recomendado passar a Powerball de uma mão para outra quando cansar. Mas é preciso ter cuidado ao manusear a bola. Se o rotor estiver em alta velocidade e entrar em contato com a pele, você pode sentir uma pequena queimadura.

Também é necessário ter bastante cuidado ao parar o exercício. O ideal é ir diminuindo progressivamente. Se você parar de repente, é como dar vida à Powerball; ela começa a se mexer de forma pesada, podendo cair no chão. É necessário ter firmeza nas mãos neste momento.

Conclusões

Muitas pessoas podem ter dificuldades para manejar a Powerball da maneira certa. A primeira é atingir altas velocidades, principalmente sem a ajuda da estação. Depois, é difícil manter o exercício por vários minutos, a não ser que você já tenha experiência e força.

Vale ressaltar que a Powerball Sports Pro Gyro não afirma que cura ou previne nenhum tipo de lesão musculoesquelética. Além disso, não há nenhuma indicação precisa do limite de exercício que se pode fazer. No vídeo de instrução, apenas é dito para trocar de mão assim que você sentir um incômodo.

Portanto, alguns podem considerá-la eficiente, mas outros podem taxá-la como mais um produto daqueles vendidos em comerciais hilários na TV. A eficiência depende bastante da frequência, da dosagem e da experiência de quem usa o equipamento, portanto, não é garantida para todos.

Com certeza, a Powerball oferece mais variações de exercício do que simples pesos, por exemplo. Logo, pode ser menos enjoativo. No entanto, isso não quer dizer que ela seja sempre uma brincadeira divertida. Mesmo a velocidades baixas, controlar o equipamento é uma tarefa séria.

Sem dúvidas, ele trabalha diferentes músculos, mas, apesar da aparência, não é exatamente um brinquedinho. Então, consulte sempre um especialista antes de começar qualquer programa de exercícios com a Powerball.

A Powerball que testamos custa US$ 39 e pode ser encontrada no site da Dynaflex. No Brasil, você pode recorrer a sites de compra e venda para encontrar este e outros modelos com dock na faixa dos R$ 200.

Cupons de desconto TecMundo: