Entre os gamers, há duas vertentes bem definidas. Aqueles que preferem jogar nos consoles, e não trocariam nenhum periférico ou acessório pelos tradicionais joysticks, e os viciados em computador, que se vangloriam da qualidade gráfica muitas vezes superior e dos controles mais completos. Essas duas correntes dificilmente se misturam e, assim como na guerra entre PlayStation 3 e Xbox 360, a discussão entre usuários de PC e video games é infinita.

Uma das grandes vantagens do computador sobre os consoles, afirmam os adeptos, é a possibilidade de se usar o teclado e o mouse para controlar os personagens. Sendo assim, cada uma das mãos fica responsável por ações bem específicas e, muitas vezes, comandos que exigem um nó nos dedos sobre o joystick são facilmente executados com três botões pressionados simultaneamente com apenas uma das mãos. A agilidade agradece. (Fonte da imagem: Cooler Master/Divulgação)

Como se apenas um mouse com dois botões já não fosse suficiente, a Cooler Master lançou o Mouse Inferno. O periférico faz parte da linha CM Storm, com dispositivos voltados exclusivamente aos jogadores hardcore e criados com base em parceria com desenvolvedoras de jogos. A missão da empresa com esses produtos é simples e complexa, como o slogan já diz, “armar a revolução dos games”.

O Inferno cumpre bem seu papel, e impressiona logo à primeira vista com seu design. As linhas fortes e carregadas dão abrigo a 11 botões, sendo nove programáveis para funções a escolha do usuário. Na parte inferior, um logo da CM Storm brilha com uma luz LED vermelha, cuja intensidade também pode ser configurada. O cabo que liga o acessório ao PC é revestido de nylon para maior resistência, e o plug USB é folheado a ouro para melhorar a transmissão de informações.

O mouse é voltado principalmente para jogadores de MMOs e tem como objetivo central permitir que a grande maioria das opções centrais dos games sejam acessadas com um único clique. Na prática, porém, são os jogadores de jogos de tiro em primeira pessoa que sairão mais beneficiados com o uso do acessório.

Personalização para poucos

(Fonte da imagem: Cooler Master/Divulgação)Com exceção dos botões de clique direito e esquerdo, todos os outros presentes no Inferno são personalizáveis ao gosto do usuário. De fábrica, porém, alguns deles já contam com funções pré-programadas, de forma a facilitar o uso. É o caso dos dispositivos na parte superior do mouse, indicados na imagem ao lado.

Os dois botões indicados pelo número 1 controlam o sensor de DPIs e a velocidade do ponteiro. Quanto maior, mais rápido ele se movimenta pela tela. A função é extremamente útil quando o game requer precisão apurada, e permite que o jogador diminua os valores sem precisar acessar o painel de controle do Windows. Basta alguns pressionamentos para ajustá-lo.

Já o número 2 revela uma das funções mais interessantes do Inferno. O mouse conta com memória embutida de 128 kb, que serve para armazenar perfis de usuário. Isso significa que suas configurações de botões e velocidade de ponteiro ficam armazenadas no próprio acessório. Sendo assim, é possível levá-lo para outros computadores ou jogar em torneios, por exemplo, sem perder os dados. Cada perfil é indicado por uma das seguintes cores: verde, vermelha e amarela.

Ao lado do botão esquerdo do mouse há ainda o Rapid Fire, que serve para disparos rápidos e sucessivos. A função, também conhecida como burst, é fundamental em games de tiro online quando, em vez de disparar uma grande saraivada de balas, a ideia é ser furtivo e atirar apenas o mínimo necessário em direção ao inimigo.

(Fonte da imagem: Cooler Master/Divulgação)

Apesar de parecer simples quando descrita, porém, o cliente criado pela Cooler Master para configuração dos botões pode ser um pouco complexo para usuários iniciantes, principalmente devido à quantidade de opções. Isso, apesar de ser um ponto negativo, é mais uma amostra do potencial do mouse Inferno.

Literalmente todos os aspectos do acessório podem ser alterados e configurados. A personalização inclui, além dos botões, a resposta aos cliques, a sensibilidade do movimento e a velocidade do scroll, apenas para citar alguns exemplos. Apesar de pelo menos uma hora ser necessária para acertar todas as opções, ao final do processo o jogador terá um mouse que se encaixa exatamente em seu modo de utilização.

(Fonte da imagem: Cooler Master/Divulgação)

Outra função bem interessante são os Scripts, que permitem a programação de comandos sucessivos. Suponha que, por exemplo, um determinado game exija a utilização de uma magia de cura, seguida de um ataque e outra magia logo a seguir.

Essa opção permite a gravação da sequência de cliques que, mais tarde, pode ser programa a um único botão. Sendo assim, basta um único pressionamento para que toda a rotina seja executada rapidamente, e sem possibilidade de erro.

Por último, há ainda a Storm Tactics, função localizada ao lado do botão direito do mouse. Ela é responsável por adicionar a última camada de personalização, e permite que ainda mais utilidades sejam adicionadas aos nove botões do mouse.

Vamos supor que, por exemplo, um dos botões laterais esteja configurado para recarregamento da arma. Ao ser pressionado juntamente com o Storm Tactics, ele pode servir também para lançamento de granadas, por exemplo. Uma boa dica aos jogadores iniciantes é criar um guia de comandos à medida que o mouse estiver sendo configurado, para futuras referências.

Foco na ergonomia (Fonte da imagem: Cooler Master/Divulgação)

Todas as funções do Inferno não seriam nada se a Cooler Master não tivesse se preocupado também com a ergonomia. E, nesse quesito, a fabricante também se saiu muito bem. Apesar da grande quantidade de botões e do tamanho considerável, o mouse pode ser considerado leve. Ficou faltando, em meio a tantas opções de personalização, um sistema de controle de peso, para jogadores que preferem acessórios mais pesados.

O periférico tem curvas que proporcionam um encaixe perfeito na mão e possui as laterais revestidas de borracha, para melhorar ainda mais a pegada. Sempre há, porém, o risco de pressionamentos involuntários dos botões laterais, principalmente caso o usuário reacomode sua mão durante a jogatina.

Apesar de ser confortável, o mouse não livra o jogador de dores nos dedos após algumas horas de jogo. O tempo até que isso aconteça não é alterado de forma significativa em relação à utilização de um acessório comum. Não que isso seja um problema, já que a recomendação é que o usuário descanse por 15 minutos a cada uma hora de jogatina.

Vale a pena?

Além do posicionamento dos botões laterais, praticamente não existem pontos negativos consistentes que deponham contra o acessório criado pela Cooler Master. Se você é um jogador hardcore e, principalmente, passa longas horas da sua vida nas arenas virtuais de jogos como Call of Duty e Combat Arms, cada centavo gasto na compra valerá a pena.

O Mouse Inferno, fabricado pela Cooler Master, pode ser encontrado por preço sugerido de R$ 172,90.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: