O mundo do eSport as vezes é assombrado pelos jogadores “malandros” — aqueles que usam programas escondidos para ter algumas vantagens nas partidas competitivas. Com o crescimento dos torneios de games, o engenheiro David Titarenco desenvolveu uma solução para detectar imediatamente quando algum competidor está trapaceando, apresentando assim a Game:ref.

Esta placa funciona como um intermediário entre os seus componentes de entrada e o computador, analisando e detectando todas as ações que o jogador fizer pelo mouse e teclado. Se elas não forem coerentes com o que for apresentado no jogo, o dispositivo acusará o cheat.

Apesar dele ser uma ferramenta fantástica de segurança para os grandes torneios de DotA 2, League of Legends ou Counter-Strike: Global Offensive, o Game:ref ainda está em fase inicial e pode detectar apenas algumas trapaças. Mas o protótipo já pode ser usado para apresentar uma solução para os grandes eventos presenciais.

“Eu gostaria de me aproximar de alguns organizadores de torneios em LAN e colocar o dispositivo à mostra”, revelou o engenheiro para o Polygon. “Mas a parte mais legal é que ele também funciona como um produto para os consumidores, removendo todos os cheats que não sejam do hardware.”

A segunda ideia parece boa, mas um torneio online só com jogadores que possuam o Game:ref ainda parece um pouco inviável pela distância com o produto final. Titarenco explica que a placa pode ser lançada com preços entre US$ 50 a US$ 100 e contará com uma fase de financiamento coletivo no Kickstarter, mas não há uma previsão para que isso aconteça.

Apesar dos esforços do engenheiro, sabemos que nem todos os meios de “cheat” poderão ser detectados pelo dispositivo. Mas ao menos ele ajudará a apontar alguns “espertinhos” que chegam nos grandes torneios com programas escondidos, não é ASPX?

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: