(Fonte da imagem: Reprodução/Slate)

A decisão da King, criadora do jogo Candy Crush, de registrar o uso do termo “candy” na Europa gerou bastante revolta entre desenvolvedores — especialmente após a companhia decidir processar os criadores do game The Banner Saga. Como forma de protesto, foi organizada a chamada “Candy Jam”, iniciativa que pretende inundar a iTunes Store com 100 títulos destinados a contestar o registro polêmico.

Entre os jogos que devem ser incluídos na iniciativa estão “CAN D”, “ThisGameIsNotAboutCandy”, “CanDieCanDieCanDie”, “Candy Crush SEGA” e “Candy_Game (Press to hear Candy)”, entre outros nomes similares. Entre outras palavras que também fazem parte dos títulos estão “apple”, “saga”, “memory” e “scroll” — todas elas responsáveis por alguma espécie de controvérsia no campo dos direitos autorais.

O objetivo dos criadores é protestar contra o registro de nomes comuns, algo considerado ridículo pelos organizadores da jam. “Enquanto parece que há certo consenso quanto à necessidade de que uma companhia se proteja contra cópias descaradas de nomes ou aspectos de um game, eu acredito que isso [o ato da King] foi feito com tão pouca sutileza que conseguiu reunir muitas pessoas na oposição”, afirmou ao The Escapist Laurent Raymond, um dos cofundadores da Candy Jam.

Cupons de desconto TecMundo: