Que Super Mario 64 é um dos títulos mais incríveis  da longa saga do encanador ítalo-americano, todo mundo já sabe. Mas há ainda mais uma conquista para o game lançado em 1996 para Nintendo 64: ele foi usado em uma pesquisa que mostrou o quanto jogar video game pode ser saudável para o desenvolvimento do cérebro.

De acordo com os resultados obtidos pelos cientistas, a jogatina eletrônica pode desenvolver funções como navegação espacial, planejamento estratégico, memória e habilidades motoras. O estudo foi conduzido por uma parceria entre o Instituto para o Desenvolvimento Humano Max Planck e a Charité University Medicine St. Hedwig-Krankenhaus, da Alemanha.

Segundo a pesquisa, jogar video game estimula algumas áreas do cérebro responsáveis pelas funções descritas acima, tais quais o hipocampo direito, o córtex pré-frontal direito e o cerebelo. Os indivíduos que participaram do teste jogaram pelo menos meia hora diária de Super Mario 64 durante o período de dois meses.

Cérebro treinado e combate de doenças

“Enquanto estudos anteriores mostraram diferenças na estrutura cerebral dos jogadores, o presente estudo consegue demostrar a ligação direta entre jogar video game e um aumento volumétrico do cérebro. Isso prova que regiões específicas do cérebro podem ser treinadas por meio dos video games”, afirma Simone Kuhn, que liderou a pesquisa.

Segundo os pesquisadores, os resultados indicam ainda que jogar video game pode auxiliar no tratamento de pessoas com doenças como Mal de Alzheimer, que causa a diminuição do cérebro. Tá aí um bom argumento para quando seus pais mandarem você parar com a jogatina.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: