(Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

O site KaBuM!, pioneiro e-commerce de informática e eletrônicos no Brasil que os gamers conhecem bem, anunciou o lançamento do projeto KaBuM! e-Sports, uma iniciativa da empresa para agregar e patrocinar grupos de jogadores de forma que eles possam atuar nos principais torneios mundiais de League of Legends.

O primeiro time foi anunciado esta semana e é composto por jogadores profissionais consagrados no MOBA. O BJ esteve presente na sede do KaBuM! em Limeira, SP, e conversou com os cyber atletas Bruno Fukuda Lima (Bit1), Rodrigo Haddad (Digolera), Daniel “Dans” Dias, Thiago Ultino (TinOwns), Pedro Luiz Marcari (LEP) e o treinador do time, Renan Philip (Philip).

Um dos co-fundadores do KaBuM!, Leandro Ramos, disse, junto a Fernando Noé, diretor de marketing da empresa, que essa é uma aposta com um retorno acima do esperado. “Grande parte dos nossos clientes consiste em jogadores. O e-Sports tem total sinergia com nosso público e portfólio de produtos. Os times com a marca KaBuM! e-Sports poderão participar até mesmo de campeonatos internacionais”, afirmou Leandro.

O que o KaBuM! faz é oferecer toda a infraestrutura necessária para os jogadores. Os interessados podem entrar em contato com a empresa, que faz uma triagem de acordo com a quilometragem rodada e a expertise dos cyber atletas como jogadores independentes.

Da esquerda para a direita: Renan Philip, Pedro Marcari, Rodrigo Haddad, Thiago Sartori, Daniel Dias e Bruno Lima. (Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

A mobilização do KaBuM! é uma bela cartada no mercado, pois a empresa já disse que pretende estender a iniciativa para outros games competitivos de caráter essencialmente online.

“A aposta deu muito certo. Estamos montando uma base forte, e a ideia é estender esse apoio a outros jogos e grupos também. Anunciaremos as novidades no momento certo, conforme elas acontecerem”, otimizou Fernando Noé ao BJ.

Requisitos? Só um: saber jogar

O perfil dos jogadores que conversaram com o BJ naturalmente tem uma "destreza" em comum: a habilidade em jogar League of Legends. Porém, ao contrário do que muitos podem imaginar, os perfis são variados: há quem esteja fazendo Direito, Marketing e até mesmo quem tenha entrado em quatro cursos diferentes e desistido! Traçamos um panorama do perfil desses cyber atletas e veja só os (surpreendentes) relatos que eles deram:

  • Renan Philip é o treinador do time e tem 18 anos. Ele utiliza seis monitores simultaneamente, através dos quais pode conferir a jogatina de cada integrante. Philip joga League of Legends há três anos e está cursando Direito;

Está bem servido o rapaz. (Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

  • Daniel Dias tem 23 anos e fez Ciências da Computação. É jogador de League of Legends há um ano;
  • Rodrigo Haddad tem 20 anos e “rodou” bastante as universidades: ele tentou Jornalismo, Design Gráfico, Design de Games e Economia. Não encontrou sua praia em nenhum desses cursos e hoje apenas joga League of Legends (há três anos);
  • Pedro Marcari tem 17 anos e contou uma história um tanto, digamos, peculiar: o rapaz repetiu o segundo colegial, série na qual está agora. O motivo? Nada de LoL: uma namorada teria sido o pivô de seu "desligamento" com os estudos. Mas o rapaz joga o MOBA há três anos e disse que vai buscar sua redenção no game;
  • Thiago Sartori tem 16 anos e também está no segundo colegial. Ele disse que ainda não pensa em faculdade (e precisa?);
  • Bruno Lima é o “old-school” da galera: tem 23 anos e já passou pelos cursos de Relações Internacionais e Arquitetura, um ano cada. Não curtiu. Pretende começar Marketing agora. É jogador de League of Legends há um ano.

(Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

Curioso, não? A primeira competição do time será durante a 12ª edição do WCG nos dias 7 e 8 de setembro. As finais vão rolar em outubro no espaço Arena X5, em São Paulo, e o evento será transmitido pelo site da BGL (Brasil Gaming League).

Os campeonatos de e-Sports movimentam premiações que podem chegar a até US$ 1 milhão. Em países como os EUA, em que inclusive o KaBuM! está presente, os cyber atletas são reconhecidos como atletas profissionais e têm até vistos de trabalho concedidos para que possam disputar torneios e campeonatos naquele país em caráter oficial e registrado.

A equipe KaBuM! e-Sports tem patrocínio da Nvidia, EVGA, Philips, Thermaltake, ASRock e SanDisk, além dos colaboradores Network Telecom e Squema Móveis.

O próximo evento em que a equipe da empresa marcará presença será a BGS, que vai rolar dos dias 26 a 29 de outubro no Expo Center Norte, em São Paulo.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: