(Fonte da imagem: Reprodução/Ouya)

O Ouya, console com sistema operacional Android, começa a ser comercializado oficialmente a partir de hoje (25) nos principais sites varejistas dos Estados Unidos e do Reino Unido, como Amazon, Best Buy, Game And Target, entre outros. O console com um controle custa US$ 99; cada controle adicional é encontrado por US$ 49.

O Ouya foi financiado em conjunto pelo site Kickstarter, obtendo mais de US$ 9 milhões com as doações de quase 65 mil pessoas. Inicialmente com data de lançamento estabelecida para 04 de junho, o console precisou esperar um pouco mais em razão dos grandes pedidos feitos pelas redes de lojas.

Diferenciais do Ouya

A plataforma roda jogos de Android e pretende criar um sistema mais democrático para que programadores e estúdios independentes possam publicar seus games. Uma das melhores qualidades do Ouya é que grande parte dos jogos oferecidos pelo console é totalmente gratuita.

Quem comprar o Ouya pode esperar por um sistema operacional aberto e de fácil utilização, feito para ser hackeado e personalizado pelos seus jogadores. Considerado por muitos como uma plataforma de testes, que foge dos padrões encontrados na Nintendo, Sony ou Microsoft, o Ouya promete conquistar um público bem específico de jogadores.

O sistema possui uma loja de apps que irá estimular uma produção maior de jogos gratuitos por parte dos próprios usuários do console. Grande parte dos apps que já são disponibilizados na Google Play também será habilitado para o Ouya, fornecendo ainda mais jogos ao sistema. Para mais informações, acesse o site oficial da plataforma aqui.

Confira algumas especificações do Ouya:

  • Processador Tegra 3 quad-core;
  • 1 GB de RAM;
  • 8 GB de armazenamento interno;
  • Conexão HDMI com suporte a 1080p;
  • Adaptador Wi-Fi 802.11 b/g/n;
  • Bluetooth 4.0;
  • Controle-padrão (similar ao do Xbox);
  • Android 4.0.

Desculpas aos que financiaram o projeto

As pessoas que financiaram o projeto do Ouya ganharam como recompensa pela boa ação os modelos do console com certa antecedência - ou pelo menos esse foi o prometido. A CEO da empresa, Julie Uhrman, pediu desculpas as pessoas que ainda não receberam o console.

Segundo ela, um problema com um parceiro da empresa em Hong Kong, local de produção da plataforma, gerou esse inesperado atraso. Porém, ela garante que todos os modelos serão entregues em no máximo 20 dias.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: