(Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

Todo gamer sabe que os jogos eletrônicos podem – e devem – ser considerados universalmente como um item de forte teor cultural. E mesmo que esse pensamento ainda não esteja bem formado na cabeça da maior parte dos brasileiros, há pessoas que estão dispostas a criar ações radicais para tentar mudar isto, e a mostra Play!, que está ocorrendo em São Paulo capital, é a maior prova disto.

A exposição (aberta desde o dia 25 de março e com encerramento previsto para 7 de abril) faz parte do projeto "Galeria de Arte Digital”, uma iniciativa idealizada pela Verve Cultural e adotada pela SESI-SP que visa transformar o edifício da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), localizado na Av. Paulista, em uma enorme galeria a céu aberto. O resultado foi a implantação de 26 mil clusters de LED na superfície do prédio, transformando-o em uma espécie de monitor público e de formato nada convencional.

Contudo, o destaque fica realmente para as obras em exposição. Todas as peças que fazem parte da mostra Play! são jogáveis e foram baseadas em games clássicos dos anos 80 e 90, como Enduro, Space Invaders, Tetris e PacMan, levemente alterados para mostrar aspectos da vida urbana contemporânea de uma forma mais divertida e criativa. A obra "Paulista Invaders", por exemplo, coloca o jogador na pele de um ciclista que deve sobreviver a "invasão" do trânsito violento da metrópole brasileira.

Além de promover a interação entre o público, resgatar a diversão dos antigos jogos que marcaram época e instituir um melhor uso do espaço público para divulgação de peças culturais, a exposição também procura popularizar os games como uma forma de expressão artística. Entre os artistas que assinam o catálogo da mostra, encontram-se Alberto Zanella, Andrei Thomaz, Suzete Venturelli e as equipes Midialab-UnB (Brasil), Les Liens Invisibles (Itália), Lummo (Espanha) e Mark Essen (Estados Unidos). A curadoria é da artistas plástica Marília Pasculli.

(Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki Jogos)

O que o público está achando?

Em entrevista ao Baixaki Jogos, a estudante de jornalismo Ludimila Fonseca, de 23 anos, afirmou acreditar que exposições como esta são essenciais para popularização do videogame como item cultural, mas que falta incentivo financeiro por parte de órgãos públicos e privados. “É incrível, é uma intervenção que leva tudo o que estamos acostumados a ver em telas pequenas para um monitor maior, tanto no sentido de tamanho quanto de alcance do público”, comenta.

Já a vendedora Taiane, 21, estava passando pela avenida e ficou estupefata com o projeto. A jovem classifica o projeto da FIESP como um “tapa na mente” nas pessoas, que são surpreendidas no meio da avenida mais movimentada de São Paulo com obras atraentes e inovadoras, para apenas depois perceberem que aquilo são jogos eletrônicos; infelizmente encarados por muitos como um método infantil de entretenimento,

O engenheiro Felipe, 33, trabalhava perto do local e decidiu dar uma pausa em sua rotina para apreciar a exposição. “É muito interessante, são peças bastantes diferentes. A indústria dos jogos evoluiu muito, não é mais apenas pura diversão. Há muita tecnologia e criatividade nos games de hoje em dia.”

Contudo, o profissional também acredita que faltam iniciativas para tornar essa arte mais acessível ao público em geral. “Alguém precisa se mexer. Essa mostra da FIESP, por exemplo, é fruto de alguém que acreditou no potencial dos games e investiu pesado nisto”, completa.

Para jogar e apreciar

Caso você tenha se interessado, lembre-se: o edifício FIESP abrigará a mostra até dia 7 de abril. A exposição ocorre durante a noite e a madrugada, com os LEDs sendo ligados às 20h e desligados às 6h da manhã; contudo, as obras só podem ser jogadas (com o devido auxílio dos funcionários da SESI) até as 22h. Vale lembrar que os games podem ser aproveitados através de tablets emprestados pela própria equipe responsável pela exposição.

Confira a programação completa no site do evento e aproveite mais imagens na galeria abaixo.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: