Tudo indica que os boatos sobre o novo console da Microsoft são verdade, principalmente no que diz respeito aos games usados. Segundo declarações do site Edge Online, o novo Xbox vai exigir conexão constante com a internet para funcionar. Contudo, os games do aparelho ainda serão comercializados em mídia física, mais precisamente discos Blu-ray com cerca de 50 GB de capacidade.

A má notícia é que os games deverão vir de fábrica com um código de ativação que só poderá ser utilizado uma vez, eliminando completamente o mercado de jogos usados para a plataforma.

De acordo com as informações do site, o hardware do aparelho, que foi divulgado há poucos, dias consiste mesmo em um processador AMD de oito núcleos rodando a 1,6 GHz, chip gráfico DirectX 11 rodando a 800 MHz e 8 GB de memória RAM. O tamanho do HD disponível no aparelho ainda não foi revelado, mas a política de garantir a conexão online permanente pode significar que o disco será de grande capacidade.

É mais complicado desenvolver para ele

Outra polêmica levantada pelo Edge Online diz que, mesmo que as arquiteturas do novo Xbox e do novo PlayStation sejam extremamente similares aos computadores, a máquina da Sony possui um ambiente de desenvolvimento mais amigável. Isso porque a Microsoft estaria obrigando os desenvolvedores a trabalhar somente com bibliotecas de desenvolvimento aprovadas, enquanto a Sony estaria incentivando a inovação.

O próximo Xbox deve investir pesado nos sistemas de detecção de movimento. O console poderá trazer, já no lançamento, a nova versão do Kinect, dessa vez com recursos muito mais avançados. Algo semelhante deve ser anunciado pela Sony no evento do dia 20 de fevereiro.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: