Call of Duty Black Ops II: site oficial já está no ar(Fonte da imagem: NeoGAF)

Uma cena ocorrida em Estocolmo, no último dia 27 de janeiro, com certeza vai ficar marcada por muito tempo na vida alguns jovens amigos da Suécia.

Os adolescentes curtiam jogar o game Call of Duty com o volume um pouco mais alto do que o habitual, algo capaz de deixar as partidas mais emocionantes. Quem é acostumado a jogar os FPS sabe que a trilha sonora desses títulos é composta principalmente por tiros e explosões.

Pois bem, uma pessoa menos familiarizada com tudo isso, vamos dizer assim, ao passar perto da residência, achou que algum crime real estava acontecendo ali. Com o barulho de armas sendo disparadas e diversos gritos desesperados pedindo socorro, o transeunte não perdeu tempo e informou o “acontecimento” às autoridades.

Em questão de minutos, uma unidade especial da polícia sueca, composta por cerca de dez policiais, chegou ao local. A equipe, ao ouvir seguidos barulhos de tiros e vários pedidos de socorro, invadiu rapidamente o local. O que eles encontraram? Alguns jovens sentados no sofá.

De acordo com o site UPI, os policiais suecos levaram os garotos para fora da casa e, após obter as devidas explicações e averiguar tudo, deixaram o local sem fazer nenhum registro oficial sobre o acontecimento ou qualquer tipo de acusação.

Agora, imagine a cena: como se tratava de uma denúncia envolvendo o barulho de diversas armas de fogo, provavelmente os policiais estavam utilizando equipamentos especiais e algumas ferramentas de “assalto”. Logo, a cara dos garotos ao ver dez elementos que pareciam ter saído do filme “SWAT” invadindo a sua casa deve ter sido única. Com certeza não só os controles, como também alguns queixos devem ter caído no chão. Certos jovens ganharam uma boa história para contar...

Cupons de desconto TecMundo: