(Fonte da imagem: Divulgação/The Mirror)

A matéria de capa do jornal britânico The Mirror afirma que a TV e o uso de computadores estão causando câncer em crianças. “Crianças que são viciadas em televisão, em jogos de computador e em usar a internet estão propensas a um risco muito grande de desenvolverem câncer mais tarde em suas vidas”, afirma o artigo.

De acordo com o site ComputerAndVideoGames, a notícia é baseada em um estudo realizado pelo Royal College of Paediatrics and Child Health, que não especifica qual é a relação direta entre jogar e a doença. O porta-voz do instituto que realizou o trabalho falou ao CVG que a mensagem se refere a pessoas muito jovens, que já contam com estilos de vida sedentários, e não somente aos video games.

O artigo fala que duas horas são o tempo máximo que os infantes devem ficar em frente aos computadores, sendo que na Grã-Bretanha a média é de quase seis horas.

Saúde é o que interessa

Para terminar, Kate Mendoza, do World Cancer Research Fund, alerta que as crianças necessitam de muitas horas diárias de exercícios físicos. Caso elas passem muito tempo sentadas em casa, é muito provável que venham a desenvolver algum tipo de doenças sérias no futuro, incluindo a possibilidade de câncer.

Em consonância com a opinião de Mendoza, o professor Mitch Blair, do the Royal College of Paediatrics and Child Health, acrescentou: “Não importa se são celulares, consoles de games, TVs ou laptops. O longo tempo em que as crianças estão expostas em frente às telas está nos deixando cada vez mais preocupados com o sedentarismo”. Portanto, a capa do tabloide foi um pouco sensacionalista demais em relação aos games.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: