(Fonte da imagem: Kotaku)

Que a Valve não está nada satisfeita com o Windows ninguém duvida. O todo-poderoso da companhia, Gabe Newell, deu várias declarações negativas em relação ao sistema operacional da Microsoft, e a entrada do Steam no Linux foi vista como uma reação a essa relação conturbada. No entanto, parece que a companhia quer ir ainda mais longe e pode lançar a tão esperada Steam Box com o sistema do pinguim.

Segundo o site alemão Golem.de, o engenheiro de hardware da Valve, Ben Krasnow, confirmou que o console da empresa usará o sistema operacional de código aberto, contrariando todas as expectativas. E por mais estranho que isso seja, é preciso lembrar que o próprio Newell já havia levantado a hipótese de isso acontecer.

No entanto, as novidades não param por aí. Além do Linux, a Steam Box ainda contaria com um acessório um tanto quanto inusitado. De acordo com a página, o aparelho virá acompanhado de um Oculus Rift, os óculos de realidade virtual que apareceram no Kickstarter no ano passado e deixaram mais perto o sonho futurista de muita gente.

(Fonte da imagem: Oculus VR)

O mais impressionante de tudo é que você não precisaria esperar muito para pôr as mãos em tudo isso, já que, de acordo com a suposta fonte, a ideia é lançar o produto ainda neste ano.

Será possível?

Por mais incrível que tudo isso pareça, não podemos deixar de desconfiar das informações. Ainda que a relação entre a Valve e o Windows não seja da melhores e a aproximação com o Linux faça com que o boato ganhe força, há um pequeno detalhe que pode derrubar a possibilidade.

A grande maioria dos jogos lançados para o sistema da Microsoft usam o DirectX, que não é compatível com o Linux. Assim, caso o Steam Box realmente adote o pinguim como mascote, teríamos uma série de problemas por conta da falta de suporte ao OpenGL, o que deixaria o console bastante limitado.

Desse modo, ou os rumores são infundados ou Gabe Newell e sua equipe têm um grande trunfo escondido na manga. 

Cupons de desconto TecMundo: