Fonte da imagem: iStock (Fonte da imagem: )

Os pesquisadores da Université Pierre-Mendès, na França, conduziram um novo estudo que relaciona hábitos agressivos à prática de jogos violentos e fizeram uma comparação infeliz. Para os cientistas, a experiência com esse tipo de game é semelhante ao fumo: o efeito danoso é cumulativo e acontece apenas no longo prazo. Um único cigarro não vai causar câncer, assim como um único título não vai deixar você mais nervoso.

O estudo contou com 70 jovens divididos em dois grupos, que jogaram 20 minutos por dia durante três dias seguidos. O primeiro jogou games como Condemned 2, Call of Duty: Modern Warfare e The Club, enquanto o segundo ficou com DiRT 2, Pure e S3K Superbike. A seguir, todos deveriam ler um trecho de uma história e inventar 20 ações possíveis para o personagem principal.

As respostas, então, foram contabilizadas, separando as que exibiam comportamento violento. Além disso, os participantes foram instruídos a escolher um som de uma lista, que seria enviado a outro jogador do estudo. Haviam desde opções altas e longas até efeitos tranquilos e curtos.

E o resultado, obviamente, mostrou que aqueles que tiveram a experiência com jogos violentos também bolaram respostas mais agressivas, além de terem optado mais pelos sons altos e estridentes. Para Brad Bushman, pesquisador-chefe da universidade, a tendência é que os usuários de títulos desse tipo também percebam o mundo como um lugar mais hostil — daí a comparação com o cigarro. Quanto maior o uso, maior o efeito.

Bushman, porém, ressalta que os resultados obtidos aqui contradizem o de uma pesquisa anterior da própria universidade. No início do ano, eles haviam constatado que o caráter cooperativo dos jogos violentos, e não esse fator em si, é o que causa um aumento na agressividade dos jogadores.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: